31/01/2009

DIAGNÓSTICO DE BOMBA CENTRÍFUGA

  • O diagnóstico é o resultado de uma inspeção detalhada que deve ser realizada todas as vezes em que desmontamos um equipamento para uma manutenção preventiva ou corretiva.
  • Dependendo do tipo de manutenção adotada, poderemos ter resultados diferentes no diagnóstico, já que o comprometimento das peças e elementos de máquinas sofrerá influência direta deste fator.
  • As bombas centrífugas estão entre os equipamentos que exigem um diagnóstico confiável e satisfatório, por representarem um dos principais elementos de uma planta industrial.
  • O procedimento de investigação deve ser realizado após a bomba ser desmontada e suas peças serem devidamente lavadas e estarem completamente limpas para que o técnico possa verificar minuciosamente, os motivos das falhas e quais as causas dos desgastes apresentados pelas elementos da bomba.
  • Os mancais de rolamento, eixos, rotores, carcaças (voluta ou difusor), sistema de vedação (retentores, gaxetas ou selo mecânico), qualidade do lubrificante (níveis de contaminação), além das juntas, buchas, anéis, parafusos e porcas devem ser especificados e identificados em um relatório técnico constando a situação em que foram encontrados e a recomendação da substituição dos mesmos.
  • Para mancais de rolamento a recomendação é sempre de substituição dos mesmos, visando preservar a qualidade da manutenção. Existem alguns casos em que podemos reconsiderar esta possibilidade (quando tratamos de rolamentos especiais ou de maior dimensão) que depois de analisados podem ser reaproveitados.
  • Os alojamentos de mancais devem ter suas medidas observadas em relação às folgas e ajustes. Os eixos devem ser inspecionados em um torno mecânico para analisar se estão empenados. Os rotores e carcaças devem ser observados para detectar sinais de cavitação, desbalanceamento ou empeno no eixo.
  • Os elementos de vedação como os retentores, selos e gaxetas devem ser substituídos pois sofrem desgastes enquanto estão em funcionamento e torna-se arriscado seu reaproveitamento. Apenas os selos mecânicos especiais tem seus elementos de substituição (reparos).
  • Os lubrificantes (graxa ou óleo) devem ser analisados para medir seus níveis de contaminação pelo fluido bombeado, poeiras, fuligens e outros contaminantes. Não é recomendado o reaproveitamento destes lubrificantes, salvo em casos especiais.
  • No instante da lavagem das peças para retirada do excesso de lubrificação deve-se evitar a utilização de solventes ou mesmo de óleo diesel. Existem no mercado desengraxantes apropriados para esta função.
  • O diagnóstico de bombas centrífugas representa uma ferramenta importantíssima para as empresas que adotam sistemas de manutenção preditiva e preventiva, pois desta forma é possível medir o grau de eficiência de cada etapa alcançada. Assim pode-se constatar se está sendo satisfatória a adoção destes sistemas.
  • O diagnóstico também representa maior qualidade nas etapas de manutenção e operação, já que os seus resultados passarão a ser comparativos para novos procedimentos de operação que possam evitar os mesmos defeitos encontrados no equipamento.

30/01/2009

CAVITAÇÃO


  • A cavitação é um fenômeno físico que ocorre no interior das bombas de deslocamento hidrodinâmico de fluidos. Consiste na formação de bolhas de ar ou vapor do fluido bombeado.
  • Estas bolhas chocam-se contra as paredes da carcaça da bomba (voluta ou difusor) e dos rotores (principalmente os fechados), causando desgastes profundos na estrutura dos mesmos como trincas e rachaduras, na maioria das vezes irreversíveis.
  • Este fenômeno pode ser causado por falhas no projeto das linhas de transferência, na variação da temperatura do fluido ou falhas na operação da bomba. Estas falhas ou variações causam desníveis de pressão (entre a pressão do fluido bombeado e a pressão atmosférica) na tubulação permitindo a formação da cavitação.
  • A cavitação causa vibração nas bombas e na tubulação, esta vibração agride as peças rotativas como os mancais de rolamento aumentando o atrito entre os corpos rolantes, consequentemente aumentando a temperatura.
  • Os acionadores (motores elétricos ou de combustão) também são atingidos pelos efeitos da cavitação, causando desgastes e perdas de energia em todo o conjunto mecânico. Com a cavitação há um aumento considerável no ruído durante a operação, chegando em alguns processos a níveis insuportáveis.

29/01/2009

INSPEÇÃO DE EQUIPAMENTOS

  • É BASTANTE IMPORTANTE PARA O SUCESSO DA MANUTENÇÃO PREDITIVA E DO PLANEJAMENTO DA MANUTENÇÃO PREVENTIVA QUE OCORRAM INSPEÇÕES DIÁRIAS NOS EQUIPAMENTOS DE UMA PLANTA INDUSTRIAL . UM DOS PONTOS MAIS IMPORTANTES DE UMA MANUTENÇÃO PREDITIVA É O MONITORAMENTO DAS CONDIÇÕES DE FUNCIONAMENTO DE UMA MÁQUINA.
  • OS ELEMENTOS DE MÁQUINAS DEVEM SER CATALOGADOS PARA UMA OBSERVAÇÃO DETALHADA PARA QUE SE POSSA DESCREVER SUA DEPRECIAÇÃO E COMO ESTAS ALTERAÇÕES PODEM ATINGIR O EQUIPAMENTO. MANCAIS DE ROLAMENTO, PONTOS DE LUBRIFICAÇÃO, ALINHAMENTO E BALANCEAMENTO DE ROTORES E EIXOS, REPRESENTAM PONTOS DE OBSERVAÇÃO.
  • A CONSTATAÇÃO DE UMA FALHA EM UM MANCAL DE ROLAMENTO, DE UM AUMENTO NA VIBRAÇÃO OU NA TEMPERATURA DA MÁQUINA AINDA EM SEU ESTÁGIO INICIAL, PERMITE PLANEJAR A SUSTITUIÇÃO OU CORREÇÃO DO PROBLEMA NOS COMPONENTES DAS MÁQUINAS, DE MODO QUE NÃO INTERFIRA NA PRODUTIVIDADE, EVITANDO UMA PARADA MAIS EXTENSA DEVIDO À QUEBRA DE UM DOS SEUS COMPONENTES.
  • MANCAIS DE ROLAMENTO QUE FUNCIONAM EM AMBIENTES CRÍTICOS (COM POSSIBILIDADE DE VARIAÇÃO DE TEMPERATURA) DEVEM SER MONITORADOS PARA CONTROLE DA CONTAMINAÇÃO DO LUBRIFICANTE. OS TÉCNICOS DE MANUTENÇÃO DEVEM FICAR ATENTOS AOS SINAIS APRESENTADOS PELOS MANCAIS DE ROLAMENTOS E COMPONENTES ROTATIVOS.
  • VIBRAÇÃO, RUÍDO E AUMENTO DE TEMPERATURA SÃO TÓPICOS DE OBSERVAÇÃO NUMA INSPEÇÃO DE EQUIPAMENTOS. CORREIAS, CORRENTES, ELEMENTOS DE VEDAÇÃO COMO GAXETAS E SELOS MECÂNICOS DEVEM SER INCLUÍDOS NA FOLHA DE VERIFICAÇÃO PARA CONTROLE DIÁRIO DA CONDIÇÃO DO EQUIPAMENTO.

26/01/2009

MANUTENÇÃO PREVENTIVA

A manutenção preventiva consiste em controlar o desempenho das máquinas e equipamentos industriais através de inspeções diárias levando em conta informações preliminares catalogadas na manutenção preditiva. Particularidades como: robustez do equipamento, tipo de lubrificação empregada, vida útil dos elementos de máquinas, esforços característicos da produção, são informações que permitirão ao técnico de manutenção prever os principais defeitos e falhas de cada um destes elementos. Desta forma, será possível uma programação de uma parada para substituição de peças, evitando paradas que comprometam a disponibilidade da máquina. Uma parada programada, além de não comprometer o rendimento da produção, evitará também um comprometimento da estrutura do equipamento em uma manutenção corretiva depois da quebra do componente avariado. Portanto devemos convencionar a manutenção preventiva o momento oportuno para a substituição de elementos de máquinas, substituindo uma prática antiga em que a troca das peças só ocorria quando a máquina já estava impossibilitada de funcionamento. Esta aplicação atual, permite que as paradas sejam consideravelmente reduzidas em relação às paradas ocasionais, já que dificilmente teremos danos na estrutura do equipamento. A implantação de uma manutenção preventiva requer um custo inicial elevado, que certamente será compensado nos custos finais do produto fabricado. Treinamento constante e conscientização dos envolvidos no processo são essenciais, para que o sistema passe a sobreviver em conjunto com informações confiáveis e ações proativas, com um constante senso de urgência na resolução dos problemas. Para que um plano de manutenção tenha êxito, é necessário que o pessoal envolvido no processo tenha conhecimento técnico em componentes do equipamento, como os elementos de apoio (mancais de rolamento ou deslizamento), elementos de vedação (retentores, gaxetas ou selos mecânicos) tipos de lubrificantes (graxa ou óleo) e sua aplicação na quantidade adequada.
Em um processo como este, toda ação deve vir acompanhada de um registro das atividades em relatórios técnicos de inspeção e procedimentos de manutenção. As atividades de desmontagem e montagem da máquina devem ser esclarecidos, para que qualquer integrante do grupo seja capaz de resolver o problema, descentralizando a informação técnica. A especialização profissional é importante para que todos tenham a consciência de que o produto e a solidez da empresa são os fatores principais de todo o processo.

20/01/2009

MANUTENÇÃO PREDITIVA

  • A manutenção preditiva é um método de controle e monitoramento de equipamentos e máquinas de uma linha de produção industrial, que tem por objetivo reduzir as paradas não programadas e consequentemente reduzir os custos de manutenção, aumentando com isto a disponibilidade de máquinas para a produção.
  • Na manutenção preditiva são criados parâmetros de controle, observação e monitoramento de horas trabalhadas, num banco de dados onde constam informações sobre um determinado equipamento. Estas informações representam um detalhamento específico da data e hora da substituição de cada elemento de máquina, lubrificação ou inspeção realizada no equipamento.
  • A manutenção preditiva visa criar hábitos de controle dos períodos de manutenção preventiva - onde devem ser realizadas as substituições das peças - permitindo com isto, uma considerável economia para as empresas que adotam estes procedimentos. Estas empresas passam a dispor de controle através de dados confiáveis e gráficos demonstrativos, nos quais são apresentados as reduções das paradas não programadas.
  • A manutenção preditiva permite controlar as paradas programadas e o estoque constante de peças de reposição. Este procedimento é realizado durante a montagem de máquinas e equipamentos, quando os elementos de máquinas são catalogados e armazenados para consultas do pessoal de manutenção e almoxarifado.
  • Os dados referentes à lubrificação devem estar especificando qual o tipo de lubrificante (se a máquina é lubrificada com graxa ou óleo), as horas periódicas para cada relubrificação e se requer a utilização de aditivos. O profissional responsável pela operação de lubrificar equipamentos deve ser capacitado para esta função a fim de evitar excessos na quantidade do lubrificante. O excesso de lubrificantes, principalmente graxa, costuma agredir mais a qualidade da lubrificação do equipamento que a falta destes. O nível e a qualidade do óleo devem ser constantemente vistoriados.
  • A inspeção diária dos equipamentos não pode faltar num programa de manutenção preditiva. Numa inspeção, devem ser observados pontos chave onde estão os principais elementos de máquinas e lubrificação, pontos de carga radial e axial devem ser analisados observando o grau de esforços que os mesmos estão sofrendo. Equipamentos especiais de medição de vibração, ruído e temperatura são imprescindíveis na realização de uma coleta de dados confiável. Na inspeção deve constar uma folha de verificação (check-list), contendo todos os pontos a serem inspecionados. Estes dados devem ser armazenados e representados graficamente para uma melhor visualização e entendimento por todos os integrantes da equipe de trabalho.
  • Os pontos de vedação dos equipamentos devem estar monitorados com relação ao tipo de vedação (selo mecânico ou gaxetas) e períodos de substituição. Estudos comparativos com dados dos meses anteriores devem ser realizados pelo programador das paradas de manutenção, visando obter o máximo de desempenho em todo o processo de manutenção preditiva.

18/01/2009

VÍDEO DO MAIOR MOTOR DO MUNDO


No ano passado eu postei aqui no blog uma matéria sobre o maior motor diesel do mundo. Quando li em um site, fiz questão de compartilhar este conhecimento com os leitores (O maior motor Diesel do mundo). Estes dias estava vendo uns vídeos no youtube, quando para minha surpresa achei o vídeo que mostra um destes motores em ação. Claro que vocês tinham que ser contemplados com esta maravilha da engenharia e sobretudo da ciência. Eu particularmente tenho que confessar-lhes, já assisti várias vezes, pois uma coisa é ver fotos e outra coisa bem mais emocionante é ver todos os surpreendentes detalhes. Vejam o vídeo e compartilhem suas impressões nos comentários no final da postagem:

17/01/2009

ISAAC NEWTON





  • Nesta terceira semana da série "Os Cientistas" vamos falar de Isaac Newton. Sem os estudos e teorias de Newton, seria impossível realizar os avanços tecnológicos que hoje temos conhecimento. O lançamento de satélites, sondas espaciais e a identificação do Sistema Solar só foram possíveis pelo fato de Isaac Newton ter desenvolvido a Lei de Gravitação Universal. Físico, matemático, astrônomo, alquimista, filósofo, este cientista inglês desenvolveu o Cálculo Diferencial e Integral, o Teorema Binomial e a Natureza das Cores.


  • Comprovou a Dispersão Luminosa observando o espectro visível de um prisma, incidindo a luz solar em uma de suas faces. Construiu o telescópio newtoniano para observar a força gravitacional entre os corpos celestes. Através dos estudos de Óptica, definiu os fenômenos físicos da Refração, Reflexão e Dispersão da Luz.



  • Ao descrever as três famosas Leis em 1687, Newton determinou um rumo para a Mecânica Clássica. O termo "mecânica" explica os comportamentos relativos ao movimento dos corpos físicos - mecânica significa movimento. A primeira Lei de Newton explica que todo corpo continua em seu estado de repouso ou de movimento uniforme em uma linha reta, a menos que seja forçado a mudar aquele estado por forças imprimidas sobre ele. A Segunda Lei afirma que a mudança de movimento é proporcional à força motora imprimida, e é produzida na direção da linha reta na qual aquela força é imprimida. Na terceira Lei, Newton atribui que em toda ação há sempre oposta uma reação igual, ou, as ações mútuas de dois corpos um sobre o outro são sempre iguais e dirigidas a partes opostas.


  • Newton mudou o rumo da História da Ciência ao publicar em 1687 a Philosophiae Naturalis Principia Mathemática. Através destes estudos , Isaac Newton demonstrou a consistência das suas Leis e das Leis de Kepler, comprovando que o movimento dos corpos celestes e dos objetos da terra são governados pelo mesmo conjuntos de Leis Naturais. Newton difundia a idéia da investigação racional para revelar o funcionamento da natureza. Ainda hoje é considerado o cientista que mais influenciou na História da Ciência.


  • Professor de Matemática na Universidade Cambridge, foi também membro do Parlamento Inglês representando a Universidade. Sócio estrangeiro da Academia de Ciências na França e presidente da Real Academia da Inglaterra, sendo reeleito até sua morte em 1727. Foi agraciado com título de "Sir" em 1708 pela Rainha Anne, sendo o primeiro cientista a receber esta honra.


  • Atribui-se à vida de Isaac Newton um fato envolvendo a queda de uma maçã em sua cabeça, porém não temos registros históricos de que isto tenha realmente acontecido. Os seus estudos sobre Gravitação afirmam que a mesma força que atrai uma maçã ou qualquer outro objeto para o chão mantém a Lua, a Terra e todos os planetas em suas órbitas.


  • No início do seu primeiro ano estudou um exemplar dos Elementos de Euclides, a Geometria de Descartes, a Óptica de Kepler e as obras de Viète. Depois de 1663, assistiu a aulas dadas por Barrow e conheceu obras de Galileu, Fermat e Huygens. Por este motivo costumava afirmar: "Se eu ví mais longe, foi por estar de pé sobre os ombros de gigantes!"

16/01/2009

BATERIA AUTOMOTIVA


  • A bateria foi inventada em 1800, quando o cientista italiano Alessandro Volta criou a pilha não recarregável. Em 1859, o francês Gaston Plante aperfeiçoou o invento, que passou a ser recarregável, além de acumular energia. Sua utilização em automóveis surgiu décadas depois em 1912. 
  • A bateria é a fonte de energia dos sistemas elétrico e eletrônico dos automóveis, através desta fonte o sistema é alimentado, enviando eletricidade para os componentes elétricos. 
  • A Bateria Automotiva é composta de um gabinete de material plástico (prolipopileno). Internamente é composta de grelhas que podem receber material positivo ou material negativo. Estas grelhas formam as placas que subdividem a bateria. 
  • O elemento básico de uma bateria é um conjunto de duas placas, de composições diferentes, mergulhadas num líquido apropriado ( o eletrólito ) e mantidas afastadas uma da outra por um separador de material isolante porém poroso de modo que deixasse passar os íons SO4 e H2 e consequentemente a corrente elétrica. 
  • O material ativo da placa positiva é o peróxido de chumbo PbO2. O material ativo da placa negativa é o chumbo metálico Pb sob forma esponjosa. O eletrólito é uma solução de ácido sulfúrico SO4H2 e água H2O. A dissimetria química entre as duas placas de materiais diferentes gera uma tensão (voltagem) de aproximadamente 2 Volts. 
  • A capacidade da bateria é determinada pela quantidade de placas que formam os blocos. Em cada bloco, as placas positivas (amarelas) e negativas ( cinza) são soldadas e interligadas por conexões denominadas "scrap". 
  • A bateria é um acumulador elétrico (fonte), que acumula energia elétrica gerada pelo alternador sob a forma química (efeito químico), e posteriormente a converte em energia elétrica. Para que esse processo funcione de forma adequada, a qualidade dos componentes utilizados nas baterias, bem como a qualidade do seu processo de fabricação, são fatores extremamente importantes.
  • O alternador gera corrente através da rotação do motor. Quanto maior for a rotação do motor, maior será a geração de energia elétrica para o sistema. Em marcha lenta o alternador gera cerca de 42 A (60 % da capacidade). 
  • Quando o motor é acelerado, o alternador aumenta este percentual para 70 A (95% da capacidade da bateria). A unidade de medida da intensidade da geração de energia elétrica da bateria é o Ampère.
  • Alguns motoristas costumam queixar-se das baterias automotivas, alegando que estas são fracas e que não atendem aos requisitos dos opcionais do veículos. Originalmente os modelos até 1.8 saem de fábrica com um alternador de capacidade de geração de energia de 75 A a 85 Ampère. 
  • Por questão de preço, alguns proprietários adquirem seus veículos sem opcionais para posteriormente colocá-los. Ao dotar o carro destes opcionais, o sistema fica sobrecarregado. O problema se evidencia quando o motorista começa a enfrentar engarrafamentos e o veículo começa a deslocar-se em marcha lenta (trânsito das grandes cidades). 
  • Desta forma existe grande possibilidade de termos um desequilíbrio térmico neste sistema. A bateria passa a sofrer uma quantidade maior de ciclos de carga/descarga, devido ao índice de carga negativo. 
  • Por este motivo, ao comprar um carro sem opcionais, solicite a substituição do alternador para um modelo de maior potência de geração de energia, se desejar colocar os opcionais no seu carro.
  • Curso de Eletricidade Automotiva

15/01/2009

MEIO AMBIENTE

Pequenas mudanças de hábito que podem melhorar o meio ambiente e que ajudarão a fazer de seu bairro ou cidade lugares mais agradáveis para viver:

  • DÊ AO SEU CARRO UMA FOLGA: se ele ficar uma vez por semana na garagem, ao fim de um ano a economia em emissão de CO2 chegará a 440 quilos – volume que uma árvore de grande porte leva vinte anos para absorver no processo de fotossíntese. Na hora da limpeza, prefira lavar a seco, a economia é de 316 litros de água para cada veículo, em média.

  • NÃO JOGUE FORA A BATERIA DO CARRO: ao comprar uma nova, deixe a velha na revenda autorizada e certifique-se de que ela será encaminhada ao fabricante. É possível reciclar 95% de seus componentes, incluindo o principal, o chumbo-ácido, que pode contaminar o solo.

  • RECICLE O LIXO: cada família que adere ao programa de coleta seletiva reduz em cerca de 1 tonelada por ano a emissão de dióxido de carbono na atmosfera.

  • JOGUE MENOS COMIDA FORA: aproveite talos, cascas e restos em receitas nutritivas. Restos de comida representam 60% do lixo que vem dos lares brasileiros, e sua decomposição resulta na produção de gás metano, ligado ao efeito estufa.

  • PREFIRA ALIMENTOS FRESCOS: comida congelada precisa de dez vezes mais energia para ser produzida.

  • REGULE O TERMOSTATO DA GELADEIRA: se ela não estiver lotada, a refrigeração pode ser mínima. Manter a temperatura abaixo de 5 ou 6 graus aumenta o consumo energético em 7%.

  • ENCHA A MÁQUINA: só use a máquina de lavar roupa quando ela estiver com sua capacidade máxima – cada ciclo consome 150 litros de água. Utilize a lavagem a frio sempre que possível. Ela economiza 92% de energia.

  • TAMPE AS PANELAS: reduz o tempo de preparo e economiza 30% de energia

  • REJEITE PROPAGANDA INDESEJADA: nos Estados Unidos, já existe uma associação – a Direct Marketing Association – que registra os pedidos de quem não quer mais receber correspondência inútil, como ofertas de cartões de crédito, catálogos e propagandas em geral. Essa lista é repassada às empresas e reduz em até 75% a quantidade de cartas recebidas. No Brasil, não há serviço semelhante. A saída é ligar para o SAC da empresa responsável pela correspondência indesejada e pedir para ter seu nome retirado da lista.

  • REAPROVEITE A ÁGUA DA CHUVA: construir coletores em telhados e calhas é bem mais fácil do que se pensa. Você pode usá-la para regar o jardim, lavar a calçada ou até mesmo para dar descarga no banheiro.

  • TROQUE A DESCARGA: as tradicionais são responsáveis por até 40% do total da água consumida por uma residência. Já existem no mercado vasos com caixa acoplada ou válvula de parede com dois modos de descarga, uma de 3 litros, para líquidos, e outra de 6, para sólidos.

  • PREFIRA LÂMPADAS LED, DE DIODO (a sigla vem do inglês Light Emitting Diode). Elas conjugam alta tecnologia com consumo de energia até cinquenta vezes menor do que o das lâmpadas comuns e têm vida útil muito maior. Podem ser encontradas em várias cores: a de cor amarela não tem o efeito incômodo da luz fria das lâmpadas fluorescentes.

  • RECICLE SEU TELEFONE CELULAR: até 80% dos componentes desses aparelhos podem ser reaproveitados. A operadora Vivo é pioneira nesse tipo de tecnologia no Brasil. Desde dezembro, recolhe aparelhos, baterias e acessórios usados de quaisquer marcas.

  • PREFIRA AS PILHAS RECARREGÁVEIS: elas duram até cinco anos, contra noventa dias de uma pilha alcalina comum. Antes de jogá-las no lixo comum, verifique se elas têm na embalagem o selo da Associação Brasileira das Indústrias Elétrica e Eletrônica: um bonequinho jogando um objeto num cesto, acompanhado da inscrição "lixo doméstico".

  • DESPLUGUE-SE: quando não estiver usando seus aparelhos eletrônicos, tire-os da tomada. Cerca de 5% da energia utilizada em residências (e que corresponde à emissão de 18 milhões de toneladas de carbono na atmosfera por ano) é consumida para manter aparelhos em modo stand-by. Isso vale inclusive para carregadores de laptop e celular, que gastam energia mesmo que não estejam conectados a nenhum aparelho.

  • CONFIGURE A IMPRESSORA PARA O MODO IMPRESSÃO EM FRENTE E VERSO: papéis e produtos feitos de papel representam quase um terço de todo o lixo produzido no Brasil.

  • UTILIZE PAPEL RECICLADO: para fabricar 1 tonelada de papel virgem, são necessários dezessete árvores e 26 000 litros de água a mais do que o exigido para fazer papel reciclado. Além disso, o cloro, que algumas empresas ainda utilizam no processo de branqueamento do papel virgem, resulta na liberação, no meio ambiente, de dioxina, substância altamente tóxica

  • LIMPE SEU AR-CONDICIONADO: aparelhos com filtro sujo consomem mais energia. Mantê-los sempre limpos garante a economia de cerca de 160 quilos de CO2 por ano.

Fonte: Revista Veja, com adaptações.

14/01/2009

GASES INDUSTRIAIS

  • Oxigênio, Nitrogênio e Argônio são obtidos do ar pelo processo de separação. Trata-se de um método criogênico desenvolvido pelo cientista Carl Von Linde há mais de cem anos. O ar é comprimido e dele são removidos vapor, poeira e dióxido de carbono. Em seguida, o ar é refrigerado até atingir temperaturas extremamente baixas, comprimido para seu estado líquido,quando este se condensa,quando suas moléculas se comprimem até atingir o estado liquefeito, posteriormente sofre uma destilação obtendo assim oxigênio, nitrogênio, argônio e outros gases nobres.

  • O Acetileno (C2H2) é um gás incolor, inflamável e inodoro, quando no estado puro. O acetileno industrial contém rastros de impurezas, sulfeto de hidrogênio e amoníaco e tem um odor semelhante ao alho. O gás é ligeiramente mais leve que o ar e é solúvel em água e em algumas substâncias orgânicas. O acetileno combinado com ar ou oxigênio produz uma chama quente, luminosa e fumegante. O acetileno pode ser produzido por meio da reação de carbureto de cálcio com água, ou por pirólise de vários hidrocarbonetos.

  • O Oxigênio (O2) é um gás incolor, inodoro e insípido. É mais pesado que o ar e é levemente solúvel em água e álcool. O oxigênio é um líquido de cor azul pálido, ligeiramente mais pesado que a água, quando submetido à pressão atmosférica ou temperaturas inferiores a -183ºC. Sozinho o oxigênio não é inflamável, mas ajuda na combustão. É altamente oxidante, reagindo fortemente quando em contato com materiais combustíveis, podendo provocar incêndio ou explosão. O oxigênio é o agente responsável pelo desgaste de peças metálicas por oxidação.

  • Nitrogênio (N2) é um gás incolor, inodoro e insípido. Não é inflamável nem combustível. O ar atmosférico contém cerca de 80% de nitrogênio (volume). Este gás é ligeiramente mais leve que o ar e ligeiramente solúvel na água. É inerte, exceto sob altas temperaturas.

  • O Argônio (Ar) é um gás monoatômico atóxico, incolor, inodoro e insípido. Em conjunto com o hélio, néon, criptônio, xenônio e radônio fazem parte de um grupo especial de gases, conhecidos como gases raros, inertes ou nobres. Isto significa que estes gases têm uma tendência extremamente baixa para reação com outros compostos ou elementos. O argônio é aproximadamente 1.4 vezes mais pesado que o ar e é levemente solúvel em água. Elemento utilizado no processo especial de soldagem por argônio.

  • O Hidrogênio (H2) é um gás incolor, inodoro, inflamável e atóxico sob temperatura e pressão atmosférica. O hidrogênio combinado com ar produz uma chama quase invisível, de cor azul pálido. O hidrogênio é o gás mais leve encontrado na natureza. O hidrogênio é produzido industrialmente, por eletrólise da água ou reação de vapor de hidrocarbonetos.

13/01/2009

O AUTOMÓVEL DE LEONARDO DA VINCI

Veja este vídeo (abaixo), que revela detalhes construtivos do automóvel de Leonardo da Vinci. Mais uma comprovação da genialidade deste cientista! Cinco séculos depois, um grupo de cientistas e engenheiros italianos conseguiram montar o projeto desenhado em 1495. A propulsão (movimento) é gerada através de um conjunto de molas que são acionadas para "carregar" o modelo de energia necessária para seu deslocamento.

12/01/2009

MITOS DO AR CONDICIONADO AUTOMOTIVO

Nesta terceira aula do mini-curso de Ar Condicionado Automotivo vou apresentar-lhes um vídeo muito interessante, que esclarece bastante as principais dúvidas dos proprietários de veículos e usuários de ar condicionado no carro. Consegui este vídeo no youtube, durante minhas pesquisas sobre Refrigeração, nele vocês terão um reforço das aulas escritas que publico aqui no blog. Observem bem a parte final deste vídeo, onde é mostrado um esquema de funcionamento igual ao que demonstrei na aula anterior.
http://blogdoprofessorcarlao.blogspot.com/2009/01/componentes-do-ar-condicionado-do-carro.html Confiram e deixem seus comentários com as suas dúvidas sobre os sistemas de climatização automotiva. No Vocabulário Técnico desta aula vou falar sobre Fluidos Refrigerantes:
  • Fluido Refrigerante: conhecido popularmente como "gás de geladeira". Este fluido tem a importante função de fazer funcionar o sistema de refrigeração ou climatização, não só nas geladeiras, mas em todos os sistemas - que irão variar de tamanho, complexidade de monitoramento e quantidade de fluido refrigerante. Como vocês puderam observar no vídeo, não existe possibilidade deste fluido acabar sem que haja interferência no circuito de refrigeração. O fluido recomendado para ar condicionado automotivo é o R-134a, por apresentar características refrigerantes excelentes, não ser tóxico, não ser inflamável e principalmente não agredir a camada de ozônio em caso de vazamentos.

10/01/2009

MARIE CURIE


  • Esta é a segunda semana da série "Os Cientistas", escolhi uma cientista para apresentar sua vida e descobertas. Já citei numa aula anterior, que fiquei surpreso com a falta de informações na internet sobre as mulheres cientistas. Por este motivo escolhi Marie Curie! Mas, com certeza outras virão, vou pesquisar detalhes para colocar aqui as invenções e estudos científicos. Alguns textos querem nos fazer acreditar que estas mulheres foram tão longe pelo fato de seus maridos estarem juntos na pesquisa. Não é bem assim! Para começar vou logo falando que Marie Curie fez o que nenhum homem havia conseguido! Pois bem, dito isto vamos conhecer um pouco da vida desta mulher impressionante. Marie Curie nasceu na Polônia em 1867, mudou-se para a França onde começou sua trajetória acadêmica. Licenciou-se em primeiro lugar na Sorbonne, tradicional Universidade da França e um dos pilares da educação européia. Foi a primeira mulher a lecionar na Sorbonne, onde atuou nas áreas de Ciências Matemáticas e Física. Juntamente com seu marido, Pierre Curie (também professor de Física) e seu orientador Henri Becquerel, começou a estudar os efeitos da radiação. Em 1903, os três receberam o Prêmio Nobel de Física em reconhecimento ao desenvolvimento das pesquisas e comprovações dos efeitos da radiação desprendidas pelos sais de urânio. Os termos que conhecemos como radioativo e radioatividade, foram utilizados por ela para melhorar as publicações e explicar os resultados das pesquisas. Marie Curie continuou a estudar a radiação e aplicando suas pesquisas até que conseguiu isolar dois novos elementos químicos, o Polônio e o Rádio. Escolheu estes nomes em homenagem à sua terra natal e da grande emissão de radiação presente no elemento Rádio. Esta descoberta lhe rendeu um feito ainda maior. Pela segunda vez o Prêmio Nobel (1911), foi atribuído ao seu nome, agora em Química, em reconhecimento pelos avanços da ciência química e dos estudos da natureza dos elementos químicos. Uma realização profissional fantástica, pois jamais alguém havia conseguido o Prêmio Nobel por duas vezes.
  • Foi fundadora do Instituto do Rádio em Paris, academia que desenvolveu os estudos da radiografia e da cura do câncer utilizando radiação. Durante a Primeira Guerra Mundial, Marie Curie sugeriu que a radiografia móvel fosse utilizada para o tratamento dos soldados feridos. Esta grande cientista visitou muitos países do mundo para expor os avanços da ciência na cura do câncer. Esteve nos Estados Unidos em 1921, onde atraiu a atenção da comunidade científica. Veio ao Brasil em 1926, visitar o Instituto do Radium, hospital fundado em Belo Horizonte devido à grande quantidade de doentes de câncer no país. Um dos momentos mais importantes foi a palestra ministrada pela cientista que teve como tema “A radiação e suas aplicações na Medicina”

  • Infelizmente a exposição excessiva às radiações dos elementos químicos, que já havia comprometido a vida do cientista Bequerel, também atingiu Marie Curie de forma fatal, pois ele já sofria de leucemia em estado avançado e irreversível. Mesmo assim, a Ciência compensou Marie Curie - sua filha Irène Curie que trabalhou como sua assistente – também recebeu o Prêmio Nobel de Química em 1935. Além de renomada cientista e pesquisadora, foi Diretora de Laboratório de Ciências, contribuiu para a indústria de cosméticos e desenvolvimento dos tratamentos do câncer, Radiologia e Radiografia.


  • "Os dois Prêmios Nobel que Marie Curie recebeu representam um reconhecimento inédito a esta brilhante mulher que enfrentou a radiação em busca de respostas que até hoje salvam vidas!"

09/01/2009

COMPONENTES DO AR CONDICIONADO AUTOMOTIVO

Para que o Ar Condicionado Automotivo funcione e promova conforto térmico, é necessário que um sistema de refrigeração seja montado no veículo. Hoje, praticamente todos os modelos novos saem de fábrica com este sistema. Para compreender o sistema vamos observar todos os itens destacados em seus detalhes técnicos, analisando a sua função. Esta aula é a segunda parte do mini-curso de Ar Condicionado Automotivo.
  • O Compressor é o coração do sistema, sem ele não haveria possibilidade de refrigeração. Sua função é comprimir o fluido refrigerante que foi succionado (retirado) do evaporador na forma gasosa em baixa pressão e baixa temperatura, liberando este fluido em seguida para o condensador. Nesta etapa, o fluido atinge uma temperatura de superaquecimento, ocasionado por dois efeitos: o primeiro é que este fluido ao ser comprimido é forçado a sair por uma tubulação de menor diâmetro que quando entrou no compressor. O segundo efeito é o fato do fluido ter alta concentração de calor latente em sua composição química, o que resulta na absorção da energia do ambiente que está sendo resfriado. O compressor com esta função faz o fluido refrigerante circular por todo o sistema.

  • O Condensador tem uma função muito importante para a climatização e o resfriamento de ambientes, ele é responsável pela transformação do fluido gasoso aquecido em liquefeito dando início ao processo. Esta transformação só é possível graças ao eletroventilador, elemento que dissipa o calor absorvido pelo fluido. Suas serpentinas funcionam como um trocador de calor. Sua forma se assemelha ao radiador do carro.

  • O Filtro secador retêm as impurezas e armazena pequena quantidade de fluido para complementar a vedação de todo o sistema.

  • A Válvula de Expansão do fluido controla seu fluxo em todo o sistema. Cada vez que aciona o botão de controle do ar condicionado, o motorista monitora a capacidade do sistema impedindo ou liberando a passagem do fluido controlando o resfriamento do ambiente.

  • No Evaporador acontece a absorção do calor que está no carro, trocando este calor pelo conforto térmico. O fluido passa por suas serpentinas evaporando-se e roubando o calor do ambiente pela ação do compressor que retira o fluido das serpentinas e envia para o Condensador.

  • As Mangueiras são elementos de ligação de todo o sistema de refrigeração. Devem estar sempre em excelente estado para evitar fugas de fluido no sistema.

  • Os pressostatos são elementos de controle do sistema nas linhas de alta e baixa pressão. Quando o ar do ambiente se resfria ou se aquece o pressostato atua ligando ou desligando o compressor para proporcionar automatização do sistema. A explicação para isto é que se a temperatura do sistema sofrer variação, a pressão e o volume do fluido também irão variar. Quando a pressão aumenta, o módulo controlador do carro liga o eletroventilador para dissipar o calor. Desta forma, temos um ciclo constante que só se encerra quando o motorista determina sua parada.

  • Por fim, temos o Transdutor de Pressão, que transmite toda esta variação no sistema fazendo contato constante com o módulo controlador do veículo. Estas informações são microprocessadas e servem para deixar o controle do sistema de acordo com a temperatura solicitada pelos passageiros do veículo.

Estarei aguardando as dúvidas colocadas nos comentários no final da aula! Participem das aulas solucionando as dúvidas sobre Refrigeração e Ar Condicionado Automotivo.

No Vocabulário Técnico vamos desvendar duas palavras:

  • Evaporador é o que conhecemos tradicionalmente com o nome de congelador nas geladeiras domésticas. O nome técnico resulta da sua função de permitir a evaporação do fluido refrigerante, causando assim a reação que retira o calor dos ambientes.
  • Transdutor é um transmissor de informações utilizado na eletrônica. Ele pode transmitir dados como temperatura, pressão, volume ou qualquer outra variável do processo. O transdutor recebe informação na grandeza específica e transforma em grandeza elétrica, que um microprocessador interpreta e aciona os comandos do sistema. Desta forma funciona o módulo controlador dos veículos.

07/01/2009

AR CONDICIONADO AUTOMOTIVO


Nesta primeira aula deste mini-curso vamos abordar o sistema do ar condicionado automotivo: Vou explicar-lhes o funcionamento e os princípios da refrigeração. O objetivo deste sistema é proporcionar conforto térmico (ar climatizado), aos passageiros do veículo, por meio do controle da temperatura e da umidade. O sistema transfere o calor do interior do veículo através do ciclo termodinâmico. Já sei, devem estar imaginando um texto muito técnico - prometi-lhes um texto de fácil compreensão - não se preocupem, se estiver muito complicado recorram ao Tira-Dúvidas no final da aula!
O processo funciona graças às mudanças de estado do fluido refrigerante, que varia de liquefeito para gasoso quando evapora, absorvendo o calor numa reação endotérmica. Ah sim! Temos também o Vocabulário Técnico, pois não quero estudantes utilizando palavras sem sentido depois de frequentar um curso comigo! Garanto que se utilizarem estes termos técnicos, os mecânicos desonestos não vão tentar enganar-lhes na hora de um serviço no ar condicionado do carro (sabemos que tem aqueles que gostam de faturar em cima da falta de informação). Pois bem, isto é coisa do passado! Seguindo o sistema do ar condicionado, em outro estágio o fluido refrigerante sofre alteração no seu estado, passando de gasoso para liquefeito durante a condensação, quando troca calor com o meio externo (troca forçada pelo eletroventilador). Os fluidos refrigerantes são substâncias de alto calor latente, ou seja, utilizam grande energia para realizar mudança de estado.
Para entender melhor todo o princípio, observe a figura acima. Quando o motorista aciona o botão no painel do veículo, inicia-se um ciclo de refrigeração e o compressor do veículo que está acoplado ao motor através de uma correia começa a comprimir o fluido refrigerante e transferi-lo para o condensador. Quando chega ao condensador o fluido está em alta temperatura, alta pressão e com bastante volume. O eletroventilador é acionado para dissipar este calor e transformar o fluido em liquefeito. O fluido liquefeito transforma-se em novamente em gasoso quando encontra espaço para evaporar (caixa evaporadora) reduzindo a pressão, o volume e consequentemente a temperatura. No Evaporador, um ventilador empurra o ar contra as suas serpentinas, tornando-o frio, onde é conduzido após passar por um filtro, para o interior do carro, forçando o ar quente a sair, deixando o ambiente em conforto térmico (climatizado). Abaixo temos o Tira- Dúvidas e o Vocabulário Técnico. Se restar alguma dúvida sobre o processo, coloque seu comentário no final da aula.

No Tira-Dúvidas desta aula vou falar sobre Mudanças de Estado de uma substância: Como sabemos as substâncias são compostas de matéria e estas podem estar em diferentes estados físicos: sólido, líquido ou gasoso. Existem alguns outros estados físicos (veja o link), mas não se aplicam aos sistemas de ar condicionado. (Qual o estado físico do fogo?). Devido a algumas condições que envolvem principalmente a temperatura, a matéria pode ter seu estado físico alterado.


No Vocabulário Técnico vamos desvendar duas palavras:
  • Reação Endotérmica: É a reação que uma substância sofre quando exposta a uma determinada condição de alteração do seu estado físico, envolvendo a variação da sua temperatura, então esta substância absorve o calor do meio em que se encontra. Um exemplo de substância endotérmica é o álcool, quando em contato com a pele temos uma sensação de frescor, pois o álcool evapora absorvendo o calor presente na pele.
  • Liquefeito: É o estado físico comum aos gases quando estão em pressurização média, dentro de um recipiente onde uma parte está em estado líquido e outra parte em estado gasoso. Exemplo disso são os isqueiros, principalmente quando são transparentes, percebemos claramente esta composição.
  • Curso de Ar Condicionado Automotivo - Compre Aqui

06/01/2009

CURSO GRÁTIS

É cada vez maior a aplicação da Climatização Automotiva. Atualmente a maioria dos veículos saem da fábrica dotados de ar condicionado como é conhecido este item, antes opcional, hoje praticamente obrigatório. Por este motivo, vamos apresentar alguns conhecimentos básicos nesta área, para que todo motorista tenha informações sobre o funcionamento e sobre os componentes de um sistema de climatização. Este é um blog de tecnologia e ciências, portanto vejo uma certa obrigação em mostrar para os leitores do blog algumas coisinhas que a tecnologia faz para a melhoria do bem estar das pessoas. Ora, acionar o botão de controle do ar condicionado do carro e depois de alguns minutos perceber o conforto térmico é muito bom, principalmente no verão, onde os níveis de temperatura atingem marcas consideráveis. Mesmo os nossos leitores que ficam do lado de lá da linha do Equador, onde deveríamos ter temperaturas mais amenas, hoje enfrentam graus elevados pelo efeito estufa. Mas só isto não basta, costumo dizer nas aulas que o lado mais belo da vida é entender o princípio das coisas. Sei que alguns devem estar pensando: "eu não entendo nada de mecânica, como vou entender de ar condicionado de carro?" Pois bem, vamos detalhar todo o processo e tenho certeza que da próxima vez que acionar aquele botão, irá certamente pensar em todo o processo que envolve o ar condicionado do seu carro. Vai também poder compreender que aquele sistema não tem nada de diferente do sistema da sua geladeira de casa. Este mini-curso vai chamar-se "Ar Condicionado Automotivo", onde iremos avançar de acordo com o que vocês solicitarem nos comentários no final de cada aula. Com direto a Tira-Dúvidas e Vocabulário Técnico. Aguardem! A primeira aula já está sendo preparada e logo postarei aqui! Participem!

04/01/2009

MULHERES CIENTISTAS


Com a publicação da série "Os Cientistas" tive a idéia de criar uma enquete para que os visitantes do blog escolhessem os próximos cientistas a serem abordados. Com isto, quis listar na enquete dois homens e duas mulheres de destaque na área científica. Minha surpresa foi que na internet é muito difícil encontrar informações sobre mulheres cientistas. Não consegui listar mais do que duas. Fiquei impressionado! A falta de divulgação de estudos científicos e inventos que envolvem nomes de mulheres é absurdo. Da atualidade ainda encontrei referências, com projetos de biotecnologia e projetos envolvendo DNA e Genoma. Também na área de Engenharia Química, mas do passado é extremamente difícil listar com uma pesquisa simples nos buscadores da internet. Esta distância criada pela falta de divulgação causa na cabeça das pessoas um padrão de que só os cientistas (homens) conseguiram desenvolver teorias e fórmulas que influíram diretamente no desenvolvimento da Ciência.
Fui pesquisando palavra por palavra até juntar estes fatos que comprovam a influência feminina no meio científico. Alguns nomes aqui citados serão pesquisados mais a fundo para que possamos conhecê-las. Diante destes fatos já está certo que falarei sobre Marie Curie - que nos anos 20 ganhou dois prêmios Nobel - já no próximo sábado! Mas vou citar outros nomes para que possamos inserir este tema como elemento de discussão e pesquisa. Posteriormente peço-lhes que coloquem suas impressões nos comentários no final da aula.
Maria la Hebrea, a judia como era conhecida, desenvolveu o processo químico de aquecimento de uma substância sem que esta esteja diretamente em contato com a fonte de calor. Este processo é popularmente conhecido pela expressão "banho-maria", que muitos imaginam ser utilizado apenas na cozinha. No século 4 em Alexandria, uma mulher chamada Hipatia (foto) desenvolveu-se em Matemática, Astronomia e Filosofia, infelizmente teve fim trágico, quando fanáticos religiosos a assassinaram por conta de sua forte influência na cultura da Grécia.
No século 6, a médica Trótula escreveu os Tratados Ginecológicos e começou a partir deste momento a salvar vidas de mulheres com o desenvolvimento das técnicas de tratamentos. Encontrei vagas referências também com as invenções que envolvem as mulheres, algumas inventoras tiveram que patentear suas idéias em nome de seus pais e irmãos, devido ao fato de terem este direito negado.
A grandiosa Melitta, produtora de filtros de papel para café, teve seu início pelas mãos de Melitta Bentz, na Alemanha. Ela inventou estes filtros e já idealizava uma forma de serem utilizados em uma cafeteira elétrica. Apesar destes poucos registros a participação das mulheres no desenvolvimento científico e tecnológico mundial é muito grande, mas o reconhecimento está distante desta participação.
O próprio Prêmio Nobel é excludente quando trata das mulheres. A grande maioria dos contemplados é do sexo masculino! Durante a série aqui no Blog estarei dando destaque a estas MULHERES CIENTISTAS em suas respectivas áreas. Aguardem!

03/01/2009

LEONARDO DA VINCI




Durante estas férias resolvi dedicar-me aos autores das Teorias Científicas e invenções que utilizo como exemplo nos estudos das muitas aulas já publicadas aqui no Blog, criando a Série "Os Cientistas". Poderia ter começado esta série - por razões óbvias - por Nicolas Carnot, pai da Termodinâmica e de influência fundamental na Refrigeração, área em que atuo com maior frequência. Mas existe um cientista, que na minha opinião representa o principal nome na contribuição ao mundo científico.
Leonardo da Vinci! Sim o pintor italiano Leonardo, considerado um dos principais nomes da era Renascentista. Além de pintor ele era cientista, inventor, físico, matemático, músico, arquiteto, urbanista, engenheiro civil e militar. Para a mecânica, além de tantos inventos, contribuiu para a invenção do mancal de rolamentos, quando esboçou o que seria a transmissão de movimento de rodas com um mínimo de atrito. Então, a partir deste sábado vou publicar aqui no blog informações sobre a vida e obra de vários homens e mulheres que mudaram o mundo com seus conceitos e invenções. Participem das enquetes colocando suas opiniões a respeito dos cientistas que querem ver aqui na série. Se tiver algum nome em especial coloque seu comentário no final da postagem para que eu possa pesquisar e publicar aqui.


Leonardo da Vinci nasceu na Itália em 1452, onde enfrentou problemas bem parecidos com o que vemos hoje. Seus pais eram separados, era considerado filho ilegítimo! Morou durante alguns anos com seu avô, onde levava uma vida relativamente normal para a época,tinha até denúncias de maus costumes, certamente alguma travessura de um jovem sem muita pretensão na vida, que naquele tempo era considerada falta grave para os padrões da igreja. Aos 16 anos começou a mostrar-se para o mundo, através de desenhos e pinturas. Por ser muito bonito e apresentável fisicamente, Leonardo serviu de modelo para escultores e pintores. Mas, foram sua extrema inteligência e talento que o colocaram entre os famosos. Apesar de estar entre os melhores não aproveitou totalmente a oportunidade por estar envolvido em projetos arquitetônicos e inventos mecânicos. Todavia a história prova que a ele não seria acrescentado técnicas de pintura, pois era notadamente superior na aplicação dos contrastes de cores de forma impressionante.
A genialidade de da Vinci é extraordinária, suas obras, mesmo as inacabadas encanta os críticos de arte, pelo fato de poderem avaliar uma obra no instante da concepção. Em Milão no ano de 1499, sua alma arquitetônica transcende do artista, quando ele deixa uma reforma em uma igreja para projetar e construir uma rede de canais e um grande sistema de abastecimento de água e irrigação. Urbanizou completamente a cidade, proporcionando ruas e calçados no formato que até hoje adotamos com as calçadas mais altas para permitir aos pedestres transitar com maior segurança. Certamente já tomava cuidado com pedestres devido aos projetos de um automóvel que dispensava cavalos. Antecipou-se em trezentos anos na indústria automobilística!
Em 1500 publicou estudos de Anatomia e Proporções de Perspectiva e Óptica. Em Veneza, quando esta estava ameaçada pelos Turcos , da Vinci projetou catapultas. Como já estudava proteção aérea, na Engenharia Militar ele descreveu movimentos de pouso e decolagem baseando-se nos pássaros. Criou um pára-quedas e projetou um engenho voador mecânico que girava em torno do próprio eixo, chamado por ele de parafuso aéreo. Estes projetos de aviação antecederam a construção do helicóptero.

Baseado na Hidrostática, na Hidrodinâmica e nos princípios de Arquimedes Leonardo inventou a bomba hidráulica para elevar água. Este princípio de deslocamento de fluidos representa hoje o equipamento fundamental para todos os processos industriais. O que hoje conhecemos como transmissão automática (câmbio), foi idealizado por da Vinci para melhorar o deslocamento de carros de guerra movido por homens, o sistema de transmissão por diferencial também foi utilizado em seus carros de guerra. Estudou aerodinâmica de navios e barcos melhorando seus projetos e construções. Inventou o bote salva-vidas e o submarino.

Dissecou corpos humanos para estudar Anatomia e a Mecânica dos Corpos. Da Vinci esboçou retratos de embriões com suas formas e comportamentos durante a gestação. Até hoje estes princípios servem de rota para a Medicina. Medidas Humanas foram conhecidas com a exposição dos escritos que abordavam o Homem Vetruviano, figura largamente utilizada nas áreas de Ciências Físicas, Químicas e Biológicas. Com estes conhecimentos ele desenvolveu a Geometria, a Hidráulica e a Geometria dos Sólidos. Aprofundou-se em conhecimentos de Matemática, Arquitetura e Engenheria.

Um fato impressionante prova a genialidade de Leonardo da Vinci! No fim da vida ele confessou ter dissecado cerca de 30 corpos humanos comprados ou algumas vezes roubados. A surpresa porém é que todas as anotações destas dissecações eram indecifráveis por dois motivos: para preservar a autoria, visando méritos científicos e para proteger-se da Igreja pois este ato era considerado heresia, falta gravíssima naqueles tempos. Por isso ele escrevia suas anotações para serem lidas apenas diante de um espelho, uma maneira surpreendentemente inteligente de criar anagramas em suas escritas.

No dia 02 de maio de 1519 morreu o inventor e artista conhecido como Mestre Leonardo, autor da obra Mona Lisa del Giocondo (entre outras) e de invenções fantásticas capazes de medir a distância entre o Sol e a Terra e também o tamanho da Lua. Além disso, inventou a calculadora mecânica, a bicicleta e a primeira máquina a vapor com água aquecida pelo Sol através de lentes côncavas.
"A MORTE DO SER FÍSICO, TALVEZ TÃO INDECIFRÁVEL QUANTO SEUS CÓDIGOS E ANAGRAMAS, NÃO CONSEGUE APAGAR A GENIALIDADE E A VERSATILIDADE DE UM HOMEM QUE CONCENTROU-SE EM TANTAS ÁREAS BUSCANDO SUPERIORIDADE E EXCELÊNCIA EM TODAS AS SUAS OBRAS, O QUE FAZ DO SEU SUCESSO ALGO ETERNO!"

02/01/2009

BLOG DO PROFESSOR CARLÃO

A semana de festas e comemorações pelo novo ano está chegando ao fim. Na segunda-feira deveremos estar com a maioria dos hábitos retomados, com exceção apenas das escolas que ainda terão suas férias prolongadas. Assim, espero que os estudantes estejam passando pelo blog para atualizar seus conhecimentos e revisar as aulas para apresentar as suas dúvidas e acrescentar os debates. Para quem já é visitante mais antigo deve ter percebido as Alterações no Blog do Professor Carlão, proporcionadas para dar maior visibilidade ao blog, tornando-o mais profissional, visando proporcionar aos visitantes aulas de qualidade e serviços que tornam o blog mais agradável e mais útil, como uma ferramenta de desenvolvimento pessoal e profissional. Para deixar as informações mais acessíveis instalei uma Busca Rápida que através de Marcadores localiza rapidamente as Aulas. Como todos podem perceber o blog tornou-se internacional, com visitantes de vários países. Para este público tomei duas medidas: a primeira foi instalar um Tradutor de Textos para que os visitantes possam visualizar as aulas no seu próprio idioma; e a segunda foi o Identificador com as respectivas Bandeiras dos países de origem para dar destaques às suas participações por aqui. Instalei uma mostra permanente de Fotos no Blog com as imagens destacadas das aulas, para auxiliar a visualização dos temas abordados. Por fim instalei um serviço de Busca de Empregos que achei muito interessante e espero que os visitantes explorem suas oportunidades de trabalho. Algumas outras vagas de emprego e estágio estarão sempre sendo anunciadas no Mural de Recados. Espero que os visitantes leitores participem das aulas deixando suas dúvidas, impressões e comentários no final das postagens. A partir deste sábado estaremos apresentando a Série "Os Cientistas" com um resumo divertido da contribuição destes homens e mulheres que mudaram o mundo com suas idéias e invenções. Para começar vou reapresentar Leonardo Da Vinci, pela sua versatilidade e quantidade de invenções. Aproveitem para estudar e divertir-se muito aqui no Blog do Professor Carlão.

Leia mais...

QUAL O ESTADO FÍSICO DO FOGO?

Existem compensações extremamente maravilhosas que acontecem na sala de aula! Estávamos discutindo processos industriais, quando o estudan...

Cadastro

Cadastre-se para receber postagens atualizadas:

Digite seu Email

EnviarFeedBurner