Concurso Público da Polícia Federal

A Diretoria de Gestão de Pessoal (DGP) da Polícia Federal publicou nesta sexta-feira, 29 de novembro de 2013, no Diário Oficial da União, o edital de retificação referente ao Concurso Público que objetiva o provimento de 566 vagas de classe A, padrão I, nos cargos de nível médio e superior do Plano Especial de Cargos.
A primeira modificação exclui o último tópico da matéria de Direito Constitucional, constante no conteúdo programático dos cargos de nível médio. Essa exclusão ocorreu pois houve a repetição do referido tópico. Já a outra retificação inclui o item que trata sobre a nomeação dos candidatos aprovados.


Polícia Federal retifica Concurso com mais de 560 vagas para nível médio e superior



O certame regido pelo edital nº 028/2013, está sob a responsabilidade do Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (Cespe/UnB).
As vagas disponíveis para nível superior estão distribuídas entre os cargos de Administrador (4), Arquivista (2), Assistente Social (6 + 1 PNE), Contador (4 + 1 PNE), Engenheiro Civil (4 + 1 PNE), Engenheiro Eletricista (3), Engenheiro Mecânico (3) e Psicólogo (3). Os profissionais aprovados nestas funções devem atuar em Brasília (DF).
Já as 534 vagas para nível médio são para Agente Administrativo e destinadas para as demais Unidades Federativas, localizadas nos seguintes estados: Acre (4), Alagoas (2), Amazonas (6 + 1 PNE), Amapá (5 + 1 PNE), Bahia (14 + 1 PNE), Ceará (7 + 1 PNE), Distrito Federal (260 + 14 PNE), Espírito Santo (7 + 1 PNE), Goiás (5 + 1 PNE), Maranhão (9 + 1 PNE), Minas Gerais (14 + 1 PNE), Mato Grosso do Sul (13 + 1 PNE), Mato Grosso (9 + 1 PNE), Pará (12 + 1 PNE), Paraíba (2), Pernambuco (8 + 1 PNE), Piauí (3), Paraná (14 + 1 PNE), Rio de Janeiro (21 + 2 PNE), Rio Grande do Norte (6 + 1 PNE), Rondônia (7 + 1 PNE), Roraima (5 + 1 PNE), Rio Grande do Sul (15 + 1 PNE), Santa Catarina (6 + 1 PNE), Sergipe (4), São Paulo (33 + 2 PNE) e Tocantins (4 + 1 PNE).
Os aprovados nos cargos de nível médio farão jus à remuneração R$ 3.316,77, enquanto que para os de nível superior o valor será de R$ 4.039,32, e R$ 5.081,18, para Engenheiros. A jornada de trabalho de todos os profissionais será de 40h semanais, e serão subordinados ao Regime Jurídico Único dos Servidores Civis da União, das Autarquias e das Fundações Públicas Federais (Lei nº. 8.112, de 11 de dezembro de 1990, e suas alterações).
As inscrições devem ser realizadas entre os dias 1º e 23 de dezembro de 2013, por meio de preenchimento do formulário disponível no site www.cespe.unb.br. Os candidatos além de atenderem aos requisitos exigidos devem efetuar o pagamento da taxa correspondente ao nível de escolaridade escolhido, sendo de R$ 60,00 para médio e R$ 70,00, para superior. O pagamento deve ocorrer até 15 de janeiro de 2014.
Só poderão solicitar isenção de pagamento da taxa, candidatos que estejam inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) e que sejam membros de família de baixa renda, nos termos do Decreto nº. 6.135, de 26 de junho de 2007.
Este certame será composto de Prova Objetiva de conhecimentos básicos e específicos, com 120 questões, para todos os inscritos; e Prova Discursiva de 30 linhas, sobre tema relacionado a conhecimentos específicos do cargo (nível superior). Essas provas ocorrerão na data provável de 16 de fevereiro de 2014, no turno da manhã para cargos de nível superior e da tarde, para nível médio. Os locais e horários serão divulgados no site da Cespe, na data prevista de 7 de fevereiro de 2014. Os candidatos que se declararem portadores de necessidades especiais (PNE), deverão realizar as provas em uma única etapa na cidade de Brasília - DF. Já os demais podem optar pelas outras capitais.
A validade deste Concurso será de dois anos, a contar de sua homologação e poderá ser prorrogado por igual período, uma única vez. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dúvidas? Sugestões? Fale com o Professor Carlão!

Leia também...

"Mais um dia se passou e não usei isso pra nada". Será mesmo!?

A imagem abaixo vem circulando nas redes sociais com a [despretensiosa] conclusão de que vivemos sem a necessidade da fórmula que calcula o...

Cadastro

Cadastre-se para receber postagens atualizadas:

Digite seu Email

EnviarFeedBurner