31/10/2023

AE1 – Cálculo Diferencial e Integral I [RESOLVIDA]

A contabilidade de custos é, dentro de uma organização, a ferramenta que possibilita o alcance do sucesso, de modo que a empresa consiga realizar um controle de gastos, mensurar sua margem de contribuição e definir o preço de venda correto do seu produto ou serviço. Em qualquer setor do mercado mundial, é necessária essa análise, possibilitando que os gestores tenham informações relevantes à sua disposição, facilitando a tomada de decisões. Uma correta mensuração de custos e análise de viabilidade econômica, além da análise da margem de contribuição, é de grande importância para a tomada de decisões dentro da organização, de modo que tais informações dão embasamento para que as escolhas possam condizer com a realidade da empresa, como a redução de custos, ou mesmo o investimento em maquinário.

Para qualquer produto, a definição do preço de venda é um processo árduo e que exige grande atenção por parte de todo o corpo dirigente da organização, seja a mesma prestadora de serviços ou um empreendimento comercial, de modo que um alto preço pode não ser aceito pelo consumidor, ou mesmo um preço muito baixo pode não dar retorno financeiro a empresa. 

Sobre o assunto de gastos, custos, preço de venda de um produto em uma empresa, observe o gráfico a seguir, em que constam o custo e a receita, para produção e venda de um produto por uma empresa.

No gráfico constam informações sobre o Custo e a Receita de um produto produzido por
uma empresa. Com base em análises realizadas no gráfico, responda:
a) Qual a quantidade de produtos estão sendo expressas no gráfico?
b) Quando a empresa produz mais, o custo dimui, é constante ou aumenta? Justifique sua
resposta.
c) Não produzindo nada, a empresa não tem nenhum custo? Justifique sua resposta.
d) A receita dessa empresa sempre aumenta, independente da quantidade produzida?
e) Não produzindo nada, a receita da empresa é de 50 mil reais?
f) Qual é a quantidade de produtos vendidos que da a maior receita para a empresa? E qual
é o valor de tal receita?
g) Existe alguma quantidade de produtos fabricados e vendidos, em que o custo e a receita 
são iguais? Se existir, qual é essa quantidade e qual será o valor do custo e da receita? 

 
 ATIVIDADE RESOLVIDA
 
    R$36,00
     
    CHAVE PIX
     
    eng.carlosjfilho@hotmail.com

21/10/2023

Portfólio - Roteiro de Aula Prática Química e Ciências dos Materiais [RESOLVIDO]

ROTEIRO DE AULA PRÁTICA 1
Checklist:
– Acessar a prática pelo link no AVA
– Fazer os testes com os materiais
– Anotar todos os eventos e tirar prints das telas dos resultados.
Resultado: Aluno, você deverá entregar:
Olá Estudante, aqui você terá que apresentar uma tabela com os dados obtidos no experiemento e adicionar as telas dos resultados como evidência. Lembre-se de organizar bem os dados e de correlacionar bem os resultados e gerar uma boa evidência para que seja possível observar seu desenvolvimento na aprendizagem.

Referências: ALGETEC. Manual do laboratório de materiais e tratamento térmico: exigências dos materiais utilizados em engenharia..

ROTEIRO DE AULA PRÁTICA 2
Checklist:
– Acessar a prática pelo link no AVA
– Fazer os testes com os materiais
– Anotar todos os eventos e tirar prints das telas dos resultados.
Resultado: Aluno, você deverá entregar:
Olá Estudante, aqui você terá que apresentar uma tabela com os dados obtidos no experimento e adicionar as telas dos resultados como evidência. Você deve correlacionar as estruturas cristalinas com os tipos de materiais observados. Lembre-se de organizar bem os dados e gerar uma boa evidência para que seja possível observar seu desenvolvimento na aprendizagem.

Referências: ALGETEC. Manual do laboratório de materiais e tratamento térmico: exigências dos materiais utilizados em engenharia.

ROTEIRO DE AULA PRÁTICA 3
Checklist:
– Acessar a prática pelo link no AVA
– Fazer os testes com os materiais
– Anotar todos os eventos e tirar prints das telas dos resultados.
Resultado: Olá Estudante, aqui você terá que apresentar uma tabela com os dados obtidos no experimento e adicionar as telas dos resultados como evidência. Você deve correlacionar os minerais de acordo com as suas observações e comparar com a tabela de referência e justificar sua escolha. Lembre-se de organizar bem os dados e gerar uma boa evidência para que seja possível observar seu desenvolvimento na aprendizagem.

Referências: ALGETEC. Manual do laboratório de Química: Identificação dos Minerais: Parâmetros visuais.

ROTEIRO DE AULA PRÁTICA 4
Checklist:
– Acessar a prática pelo link no AVA
– Fazer os testes com os materiais
– Anotar todos os eventos e tirar prints das telas dos resultados.
Resultado:
Olá Estudante, aqui você terá que apresentar uma tabela com os dados obtidos no experimento e adicionar as telas dos resultados como evidência. Você deve correlacionar os minerais de acordo com as suas observações e comparar com a tabela de referência e justificar sua escolha. Lembre-se de organizar bem os dados e gerar uma boa evidência para que seja possível observar seu desenvolvimento na aprendizagem. Utilizar as três tabelas de refência para gerar a sua com espaço para as evidências. 

Referências: ALGETEC. Manual do laboratório de Química: Identificação dos Minerais Destrutivos.

 
 ATIVIDADE RESOLVIDA
 
    R$75,00
     
    CHAVE PIX
     
    eng.carlosjfilho@hotmail.com

Portifólio - Relatório da Aula Prática de Física Geral [RESOLVIDO]

OBJETIVOS
Os objetivos das aulas práticas propostas para a disciplina de Física Geral são:
– Caracterizar o movimento de um objeto através do deslocamento, velocidade média e aceleração média;
– Compreender e comprovar a transformação da Energia Potencial Gravitacional em Energia Cinética, esclarecendo o princípio da Conservação da Energia Mecânica;
– Entender e identificar os tipos de colisões e suas principais características; Descrever os fenômenos causados pelo aquecimento de um corpo, determinando o calor específico e capacidade térmica.
INFRAESTRUTURA
Laboratório multidisciplinar por meio de simuladores.
MATERIAIS
Descrição Quantidade de materiais por
procedimento/atividade.
Calculadora 1 por aluno
Computador com acesso à internet 1 por aluno
SOFTWARE
Sim (X) Não ()
Em caso afirmativo, qual?
VirtuaLab – disponível na Biblioteca
Virtual no parceiro ALGETEC
Pago (X) Não Pago ()
Tipo de licença: Licenças já adquiridas pela Kroton
DESCRIÇÃO DO SOFTWARE
O laboratório virtual ALGETEC é uma plataforma para simulação de procedimentos em laboratório. Ele deve ser acessado por computador e não deve ser acessado por celular ou tablet. O requisito mínimo para o seu computador é uma memória ram de 4 gb. O primeiro acesso será um pouco mais lento, pois alguns plugins são buscados no navegador. A partir do segundo acesso, a velocidade de abertura dos experimentos será mais rápida. Para o desenvolvimento das atividades, fique atento às informações:
1. Caso utilize o Windows 10, dê preferência ao navegador Google Chrome;
2. Caso utilize o Windows 7, dê preferência ao navegador Mozilla Firefox;
3. Feche outros programas que podem sobrecarregar o computador;
4. Verifique se o navegador está atualizado;
5. Realize teste de velocidade da internet.

SUGESTÕES DE SEGURANÇA
NSA.
PROCEDIMENTO/ATIVIDADE
Atividade proposta:
Etapa 1: Caracterizar o movimento de um objeto através do deslocamento, velocidade média e aceleração média, compreendendo e estimando a velocidade média e a aceleração média de um objeto em movimento. Dessa forma, será possível reconhecer que a velocidade mede a taxa de variação da posição no tempo e que a aceleração mede a taxa de variação da velocidade no tempo, interpretando diferentes gráficos envolvendo as principais variáveis físicas: deslocamento, velocidade e aceleração.
Etapa 2: Compreender os processos de transformação de energia na descrição de um movimento, levando em consideração o princípio de conservação de energia.
Etapa 3: Identificar os tipos de colisões presentes em uma situação, quais as características e propriedades descritas, bem como verificar a conservação de energia.
Etapa 4: Compreender os fenômenos decorrentes da troca de energia térmica entre os corpos, calculando a capacidade térmica de um calorímetro e, posteriormente, utilizar este dado para determinar o calor específico de diversas substâncias.
Checklist:
Etapa 1:
✓ Acessar à plataforma VirtuaLab;
✓ Acessar à prática: MOVIMENTO RETILÍNEO UNIFORMEMENTE VARIADO – MRUV;
✓ Montando e ajustando o experimento;
✓ Nivelando a base;
✓ Posicionando o ímã;
✓ Posicionando o fuso elevador;
✓ Posicionar o sensor;
✓ Ajustando a inclinação da rampa;
✓ Utilizar o multicronômetro;
✓ Realizar o experimento.
Etapa 2:
✓ Acessar à plataforma VirtuaLab;
✓ Acessar à prática: PRINCÍPIO DA CONSERVAÇÃO DA ENERGIA;
✓ Ajustando o experimento;
✓ Utilizando o multicronômetro;
✓ Realizar o experimento.
Etapa 3:
✓ Acessar à plataforma VirtuaLab;
✓ Acessar à prática: LANÇAMENTOS HORIZONTAIS E COLISÕES;
✓ Conhecendo o laboratório;
✓ Segurança do experimento;
✓ Preparação e executando o experimento – lançamentos horizontais;
✓ Medindo o alcance e calculando a velocidade;
✓ Preparando e executando o experimento – colisões;
✓ Medindo o alcance e calculando a velocidade;
✓ Finalizar o experimento.
Etapa 4:
✓ Acessar à plataforma VirtuaLab;
✓ Acessar à prática: CALORIMETRIA;
✓ Segurança do experimento;
✓ Tarando a balança;
✓ Realizar o experimento para determinar a capacidade térmica do calorímetro
✓ Realizar o experimento para a determinação do calor específico.
✓ Analisar os resultados.
ETAPA FINAL: Elaborar um relatório contendo os procedimentos práticos realizados das quatro etapas propostas para a disciplina Física Geral.
RESULTADOS
Resultados da aula prática
Após o desenvolvimento de todas as etapas da aula prática, o aluno deverá entregar um relatório único descrevendo os procedimentos realizados, materiais, resultados obtidos e conclusões

 
 ATIVIDADE RESOLVIDA
 
    R$90,00
     
    CHAVE PIX
     
    eng.carlosjfilho@hotmail.com

17/10/2023

Portfólio - Relatório da Aula Prática de Algoritmos e Programação Estruturada [RESOLVIDO]

OBJETIVOS
Definição dos objetivos da aula prática:
– Entender a ferramenta VisualG.
– Elaborar algoritmos e testar utilizando a ferramenta VisualG.
INFRAESTRUTURA
Instalações:
Computador com VisualG
Materiais de consumo:
Descrição
Quantidade de materiais por procedimento/atividade
Computador 1 por aluno
Software:
Sim ( X ) Não ( )
Em caso afirmativo, qual? VisualG
Pago ( ) Não Pago ( X )
Tipo de Licença: Gratuíta
Descrição do software:
O VisualG é um software que permite criar, editar, interpretar e que também executa os algoritmos em portugol (estruturado português) como se fosse um “programa” normal de computador. A ferramenta é de uso gratuito e de domínio público.
Equipamento de Proteção Individual (EPI): NSA
PROCEDIMENTOS PRÁTICOS
Elaborar dois algoritmos utilizando a ferramenta VisualG
Atividade proposta:
Elaborar dois algoritmos e testar utilizando a ferramenta VisualG.
1. Para o primeiro algoritmo, o usuário deverá informar a sua idade e em seguida deverá ser informada uma mensagem se ele for menor ou maior de idade.
2. O segundo algoritmo, você deverá criar uma estrutura de repetição com teste no início para calcular a potenciação.
Você deverá escrever um algoritmo que resolva a expressão, sendo a e b números inteiros e  positivos.
3. Procedimentos para a realização da atividade:
Nessa prática, você deverá utilizar a ferramenta VisualG para criar e testar os seus pseudocódigos que foram propostos.
• Primeiramente, você deverá fazer download da ferramenta VisualG, acessando o seguinte link: https://visualg3.com.br/
• Descompacte a pasta do VisualG.
• Dentro da pasta descompactada, acesse o ícone do aplicativo, o ícone é chamado visualg30, conforme a Figura 1 a seguir.
Figura 1. Pasta descompactada VisualG.
Fonte: Captura de tela Pasta VisualG.
• Abrir o visual G e criar a estrutura do pseudocódigo.
Figura 2: Tela VisualG
4. Fonte: Captura de tela VisualG.
• Lembre-se que a estrutura no VisualG deve obedecer a seguinte sequência:
Algoritmo “Nome do algoritmo”
Var
// Crie as suas variáveis
Inicio
// Seção de Comandos, procedimento, funções, operadores, etc…
Fimalgoritmo
1° Algoritmo: para o primeiro algoritmo, você deverá elaborar o algoritmo que o usuário informe a sua idade e caso a idade seja maior ou igual a 18 incluir a mensagem “Maior de idade” e caso contrário “Menor de idade”.
2° Algoritmo: para o segundo algoritmo você deverá apresentar o resultado da potenciação, lembrando que a
estrutura da potenciação é a seguinte:
2
3
4
2 2 2
2 2 2 2
2 2 2 2 2

Você deverá atentar-se para a lógica entre o número de repetições e a variável b (Dica: observe que a variável b é quem irá controlar a quantidade de repetições)
Escreva o algoritmo:
1. Início e declaração de variáveis
2. Obtenção dos valores das variáveis pelo usuário
3. Cálculo do exponencial
4. Impressão do resultado
Checklist:
– Abrir a interface da ferramenta VisualG
– Criar o pseudocódigo para o primeiro algoritmo que informa o maior ou menor idade.
– Deixar o algoritmo indentado.
– Testar o algoritmo.
– Você deverá entregar o algoritmo e o print do resultado do algoritmo.
– Criar o pseudocódigo do algoritmo para o cálculo da potência.
– Indentar o algoritmo.
– Executar o algoritmo.
– Você deverá entregar o algoritmo e o print do resultado do algoritmo.
RESULTADOS
Resultados da aula prática:
Conseguir propor a resolução de problemas via algoritmos utilizando a ferramenta VisualG. Você deverá entregar dois algoritmos referentes aos problemas propostos bem como, os prints dos resultados na tela. Além do conhecimento das técnicas de programação, você também deve ter conhecimento matemático para resolver diversas situações do cotidiano.

 

 
 ATIVIDADE RESOLVIDA
 
    R$60,00
     
    CHAVE PIX
     
    eng.carlosjfilho@hotmail.com

16/10/2023

AV1 Algoritmos e Programação Estruturada [RESOLVIDA]

1) A lógica de programação pode ser definida como uma técnica de encadear pensamentos para atingir determinado objetivo. Ela faz-se necessária para desenvolver programas e sistemas, pois permite definir a sequência lógica para a solução de um problema.
 
1    var
      real: x, y, z;
2    Início
3    escreva (“Digite um Numero:”);
      leia x;
      escreva (“Digite outro Numero:”);
      leia y;
4    z ¿ x + z + 1;
      escreva(“Resultado = ”, z);
5     Fim.

Considerando o algoritmo apresentado, julgue as afirmações que seguem e marque (V) para verdadeiro ou (F) para falso.

(   ) A parte 1 do pseudocódigo indica a declaração das variáveis que são compatíveis com qualquer tipo de dados.
(   ) A parte 3 do pseudocódigo corresponde a entrada de dados do algoritmo.
(   ) A parte 4 do pseudocódigo corresponde tando a parte de processamento quanto a parte de saída de dados do algoritmo..
Agora, assinale a alternativa que contém sequência correta.

a) F - V – V.
b) F - V - F.
c) V - V - V.
d) V - V - F.
e) F - F - F.

2) Variáveis com estruturas compostas do tipo vetor ou matriz, só são capazes de  armazenar valores de um mesmo tipo, porem, além das estruturas homogêneas as linguagens de programação oferecem um tipo de variável composta heterogênea chamada de estruturas (structs) ou ainda de registros.

a) "faça isso" -> código -> "enquanto essa condição for verdadeira, repita".
b) "faça aquilo" -> código -> "enquanto essa condição for verdadeira, repita".
c) "faça isso" -> laço -> "enquanto essa condição for falsa, repita".
d) "faça aquilo" -> laço -> "se essa condição for verdadeira, pare".
e) "faça isso" -> código -> "se essa condição for verdadeira, pare".

3) A criação de um ponteiro só faz sentido se for associado a algum endereço de memória, para isso usa-se a seguinte sintaxe:
1. int idade = 18;
2. int *ponteiro_para_idade = &idade;
Na linha 1 criamos uma variável primitiva inteira com valor 18 e na linha 2 associamos um ponteiro chamado ponteiro_para_idade ao endereço da variável primitiva idade. Podemos imprimir o conteúdo do ponteiro, que será o endereço da variável que ele aponta. Utilizando o ponteiro criado anteriormente (ponteiro_para_idade) temos a seguinte sintaxe:
a) printf("\n Conteudo do ponteiro: %d", &idade);
b) scanf("\n Conteudo do ponteiro: %p", ponteiro_para_idade);
c) gets("\n Conteudo do ponteiro: %d", &idade);
d) printf("\n Conteudo do ponteiro: %p", ponteiro_para_idade); Alternativa assinalada
e) scanf("\n Conteudo do ponteiro: %d", &idade);

4) O laço do-while executa, pelo menos uma vez, o que está dentro dele e só ao final da execução é que ele faz o teste, usando o velho e conhecido laço while. Ou seja, tem-se a garantia que o laço vai ser executado uma vez, sem precisar inicializar variável ou pedir dados ao usuário antes do while. Vale lembra que do, em inglês e nesse contexto, do significa "faça" e while significa "enquanto". Esse laço do-while quer dizer:
a) "faça isso" -> código -> "enquanto essa condição for verdadeira, repita".
b) "faça aquilo" -> código -> "enquanto essa condição for verdadeira, repita".
c) "faça isso" -> laço -> "enquanto essa condição for falsa, repita".
d) "faça aquilo" -> laço -> "se essa condição for verdadeira, pare".
e) "faça isso" -> código -> "se essa condição for verdadeira, pare".

5) Cada programa C tem uma função principal que deve ser nomeada main. Se o seu código obedece ao modelo de programação Unicode, você pode usar a versão de main para caracteres  largos, wmain. A função main serve como o ponto de partida para a execução do programa. Em geral, ela controla a execução direcionando as chamadas para outras funções no programa.  Normalmente, um programa para de ser executado no final de main, embora possa ser terminado em outros pontos por diversos motivos. Para o programa apresentado a seguir retornar apenas os números pares de 1 a 10 deverá possuir alguns parâmetros, complete as lacunas da sentença a seguir.

#include <stdio.h>
int main( )
{
int count = ____________;
while(count <= ____________)
     {
if(count%____________ == 0)
printf("%d ",count);
count++;
     }
}
Assinale a alternativa que completa as lacunas corretamente.

a) 1 / 10 /  2.
b) 0 / 9 / 1.
c) 1 / 9 / 2.
d) 0 / 10 / 2.
e) 0 / 10 / 1.


 
 ATIVIDADE RESOLVIDA COM FEEDBACK POSITIVO
 
    R$6,00
     
    CHAVE PIX TELEFONE
     
    75992709085


AV2 - Algoritmos e Programação Estruturada [RESOLVIDA]

1) As funções são utilizadas nos programas para acelerar o processo de programação. Muitas vezes precisamos fazer o mesmo tipo de programa que tem a seguinte opção: “leia um vetor de N números”. Para essa atividade, podemos criar uma função que gera automaticamente o vetor, utilizando a função rand (). A função rand () gera números aleatórios e basta então inserir esses números em um vetor. Suponha que seja necessário ordenar o vetor. As linguagens de programação já possuem métodos de ordenação, os mais populares métodos de ordenação são:
Insertion Sort, Selection Sort, Bubble Sort, Comb Sort, Quick Sort, Merge Sort, Heap Sort e Shell Sort. 

Observe atentamente o programa que demonstra o uso das funções para gerar o vetor e para ordenar o vetor com o método Bubble Sort:
#include<stdio.h>#include <stdlib.h>int r[10];void gerarRandomico(){int a;for(a = 0; a < 10; ++a) {r[a] = rand()%100;}}void ordena(){int i, j, aux;for( i=0; i<10; i++ ){for( j=i+1; j<10; j++ ){if( r[i] > r[j] ){aux = r[i];r[i] = r[j];r[j] = aux;}}}}int main(){int i;gerarRandomico();ordena();for ( i = 0; i < 10; i++ ) {printf("\n Vetor[%d] = %d", i, r[i]);}return 0;}

Tomando como referência o contexto apresentado, julgue as afirmativas a seguir em (V) Verdadeiras ou (F) Falsas .

( ) Uma função para retornar valor char, o comando poderá retornar o valor char.
( ) Uma função pode ser chamada quantas vezes forem necessárias para realizar uma tarefa, a única exceção é de que não podemos fazer essa chamada dentro de uma estrutura de repetição for ( ), somente poderá ser utilizado o comando while ( ).
( ) No programa, duas funções que não utilizam o return porque são do tipo void.
( ) A variável que no comando for ( i = 0; i < 10; i++ ) foi declarada como tipo int e deveria ser float pois, quando usamos vetores os números podem ser maiores.
( ) No programa apresentado foi utilizado duas funções pois, cada função tem um objetivo específico, devemos evitar misturar as funcionalidades das funções.
Assinale a alternativa que apresenta a sequência correta:

a) V – V – V – V – V.
b) F – V – V – F – V.
c) F – F – V– F – V.
d) V – F – V – F – V.
e) F – F – F – F – F.

2) “Muitos problemas têm a seguinte propriedade: cada instância do problema contém uma instância menor do mesmo problema. Diz-se que esses problemas têm estrutura recursiva. Para resolver tal problema, pode-se aplicar o seguinte método: se a instância em questão for pequena, resolva-a diretamente; senão, reduza-a a uma instância menor do mesmo problema, aplique o método à instância menor, volte à instância original. A aplicação desse método produz um algoritmo recursivo.” (FEOFILOFF, 2017, p. 1). Baseado nesse conceito, avalie as asserções a seguir:

I - Recursividade significa indicar quando um problema maior pode ser dividido em instâncias menores do mesmo problema.

PORQUE

II - A técnica de recursividade pode substituir o uso de estruturas de repetição tornando o código mais elegante.

A respeito dessas asserções, assinale a alternativa correta:

a) As asserções I e II são proposições verdadeiras, e a II é uma justificativa da I.
b) As asserções I e II são proposições verdadeiras, mas a II não é uma ... da I.
c) A asserção I é uma proposição verdadeira, e a II é uma proposição falsa.
d) A asserção I é uma proposição falsa, e a II é uma proposição verdadeira.
e) As asserções I e II são proposições falsas.

3) Filas e Pilhas são estruturas usualmente implementadas através de listas, restringindo a política de manipulação dos elementos da lista.
Podemos destacar as seguintes características entre Pilhas e Filas:
I. Pilhas e Filas são estruturas de dados com alocação dinâmica de memória, são Listas
Encadeadas (ou Ligadas).
II. Ao implementar mecanismos de inserção e remoção de elementos da Lista Encadeada (ou Ligada) pode-se definir se a Lista comporta-se como uma Fila ou como uma Pilha.
III. Tanto uma Pilha como a Fila podem ser implementadas por meio de uma Lista Encadeada ou de um Vetor (Array).
IV. Enquanto a Fila obedece ao princípio FIFO, uma Pilha é manipulada pelo princípio LIFO.
Análise as afirmativas e escolha a alternativa correta referente as afirmativas:

a) Somente a afirmativa I está correta.
b) Somente as afirmativas II e III estão corretas.
c) Somente as afirmativas II e IV estão corretas.
d) Somente as afirmativas I, III e IV estão corretas.
e) As afirmativas I, II, III e IV estão corretas. 

4) Recursividade é uma técnica sofisticada em programação, na qual uma função chama a si mesma criando várias instâncias (chamadas recursivas). Embora seja uma técnica que proporciona um código mais limpo e facilita a manutenção, seu uso deve levar em consideração a quantidade de memória necessária para a execução do programa. Nesse contexto, avalie as asserções a seguir:

I. A cada chamada recursiva é alocado recursos na memória para a função, se a função for muito grande poderá ocorrer um acúmulo de memória. 

PORQUE 

II. É preciso avaliar o custo-benefício em se ter um código mais sofisticado em detrimento de uma estrutura de repetição, pois a segunda opção gasta menos memória. A respeito dessas asserções, assinale a alternativa correta:

a) As asserções I e II são proposições verdadeiras, e a II é uma justificativa da I.
b) As asserções I e II são verdadeiras, mas a II não é uma justificativa da I.
c) A asserção I é uma proposição verdadeira, e a II é uma proposição falsa.
d) A asserção I é uma proposição falsa, e a II é uma proposição verdadeira.
e) As asserções I e II são proposições falsas.

5) A seguir é apresentado o código da função "existe (li, item)", a qual verifica se o “item” existe ou não na lista “li”.

bool existe(s Lista* li, int item) {assert(li != NULL);struct No* aux =__________;
while(__________){if(aux->info == item){return true;}__________}return false;}

Assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas do código.

a) NULL / aux != NULL / aux = aux->proximo
b) li->inicio / aux == NULL / aux = aux->proximo
c) NULL / aux == NULL / aux = aux->proximo
d) li->inicio / aux != NULL / aux = aux->proximo Alternativa assinalada
e) li->inicio / aux != NULL / aux = li->proximo


 
 ATIVIDADE RESOLVIDA COM FEEDBACK POSITIVO
 
    R$6,00
     
    CHAVE PIX TELEFONE
     
    75992709085


15/10/2023

Portfólio - Relatório da Aula prática Algoritmos e Lógica de Programação [RESOLVIDO]

OBJETIVOS

Definição dos objetivos da aula prática:
– Desenvolver um programa utilizando os fundamentos da lógica de programação de maneira
estruturada, utilizando recursos básicos como estruturas de decisão e repetição e uso de
variáveis e seus tipos.

INFRAESTRUTURA

Instalações: Computador com o programa Dev C/C++

Quantidade de materiais por procedimento/atividade
Computador 1 por aluno

Software:
Sim ( X ) Não ( )
Em caso afirmativo, qual? Dev C/C++
Pago ( ) Não Pago ( X )
Tipo de Licença: Gratuita
Descrição do software:
Dev-C++ é um ambiente de desenvolvimento integrado livre que utiliza os compiladores do
projeto GNU para compilar programas para o sistema operacional Microsoft Windows. Suporta
as linguagens de programação C e C++, e possui toda a biblioteca ANSI C.
Equipamento de Proteção Individual (EPI): – NSA

PROCEDIMENTOS PRÁTICOS

Desenvolvimento de um programa utilizando a Linguagem C/C++.

Atividade proposta:
– Desenvolvimento de um programa utilizando a Linguagem C/C++.

3 Procedimentos para a realização da atividade:

Você deverá:
• Realizar o download e instalar o DEV C/C++ (o aluno poderá utilizar outro ambiente de desenvolvimento, no entanto, é importante que a linguagem utilizada seja o C/C++).
• Após a instalação do programa, o aluno deverá abrir um projeto (Arquivo -> Novo -> Projeto) como indicado na Figura 1.

Figura 1 | Criando um projeto

• Uma nova janela vai se abrir, e nesta o aluno escolherá a opção “Console Application” e Projeto C++, como indicado na Figura 2.

Figura 2 | Criando um projeto

4 Uma nova janela aparecerá, o aluno deverá escolher qual pasta o projeto será armazenado e qual é o nome deste projeto, como indicado na Figura 3.

Figura 3| Salvando e renomeando o projeto

• Após esta configuração, o ambiente de desenvolvimento está pronto para ser utilizado e elaborar o problema proposto a seguir.
Problema Proposto:
Faça um programa problema utilizando conjectura de Collatz. Esta conjuntura toma um número natural “n”, se n for par, será dividido por 2; se n for ímpar, será multiplicado por 3 e ao resultado será somado 1. Repete-se o processo indefinidamente. A Conjectura de Collatz estabelece que, com essas duas regras simples, todos os números naturais chegam até 1 (e a partir daí o laço 1,4,2,1,4,2,1,4,2,1… se repete indefinidamente). Matematicamente, as regras são:
(n) = n/2 se n é par
(n) = 3n + 1n se n é ímpar
Vamos, então, fazer um programa que calcula todos os números da sequência de Collatz para uma entrada qualquer. A sequência de comandos é:
• Entrar com um número inteiro positivo superior a 1.
• Se o número for par, dividir por dois,
• Se o número for ímpar, multiplicar por três e somar 1
• Pela conjectura de Collatz, a sequência sempre termina em 1, como já foi explanado.
Solicitar o número cuja sequência de Colatz será calculada.

Para conferir a sequência gerado, o seguinte site gera a sequência gerada de acordo com uma entrada: http://cehum.ilch.uminho.pt/collatz

5 Checklist:
– Criar um projeto no Dev C/C++.
– Desenvolver a solução para o problema proposto.

RESULTADOS

Resultados da aula prática:
Elaborar um relatório que deverá conter introdução, métodos, resultados e conclusão sobre o assunto desenvolvido em aula prática.

 
 ATIVIDADE RESOLVIDA
 
    R$90,00
     
    CHAVE PIX
     
    eng.carlosjfilho@hotmail.com

10/10/2023

QUESTIONÁRIOS DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS [RESOLVIDOS]

 Questionário 01

Pergunta 1 A quantidade de carga é dada em função
  Do número de prótons e elétrons.
  Do número de prótons e nêutrons
  Do número de elétrons, somente
  Do número de prótons, somente.
  Do número de nêutrons, somente.
Pergunta 2 Corrente elétrica é, conceitualmente, o movimento orientado de cargas devido à diferença de potencial (tensão elétrica). Sua unidade de medida é ________, que é a relação entre Coulomb e segundo. Qual palavra preenche corretamente a lacuna?
  Watts.
  Àmpere.
  Volt-Àmpere.
  Coulomb.
  Volt.
Pergunta 3 A 1ª lei de Ohm determina que a diferença de potencial entre dois pontos de um resistor é proporcional à corrente elétrica. De acordo com essa lei, a razão entre o potencial elétrico e a corrente elétrica é sempre constante para ________. Qual palavra preenche corretamente a lacuna?
  Indutores.
  Resistores.
  Resistores ôhmicos.
  Resistores não ôhmicos.
  Capacitores.
Pergunta 4 Na figura a seguir, o que representa a letra V?
  Capacitância.
  Indutância.
  Resistência.
  Corrente elétrica.
  Tensão.

Questionário 02
Pergunta 1 A associação de resistores é um circuito que apresenta dois ou mais resistores. Assinale a alternativa correta quanto aos tipos de associações de resistores que pode ocorrer.
  Em série, somente.
  Em série e mista, somente.
  Em paralelo, em série e mista.
  Em paralelo e mista, somente.
  Em paralelo e em série, somente.
Pergunta 2 Na associação de resistores ________, os mesmos são ligados em sequência, fazendo com que a corrente elétrica seja mantida ao longo de todo o circuito, enquanto a tensão elétrica varia. Qual palavra preenche corretamente a lacuna?
  Mista.
  Em série.
  Em série e mista.
  Em série e em paralelo.
  Em paralelo.
Pergunta 3 Nos circuitos de corrente contínua, a resistência elétrica é a única grandeza que expressa o impedimento a passagem da corrente elétrica. Em corrente alternada, existem outros efeitos além do resistivo que influenciam a passagem de corrente no circuito. Quais efeitos são esses?
  Resistência e capacitância, somente.
  Indutância, somente.
  Resistência elétrica.
  Indutância e capacitância
  Capacitância, somente.
Pergunta 4 A razão tensão/corrente em um circuito de corrente alternada não depende apenas das resistências elétricas do mesmo. A razão entre tensão e corrente em um circuito de corrente alternada recebe um outro nome, qual?
  Capacitância.
  Resistência.
  Indutância.
  Impedância.
  Potência.

Questionário 03
Pergunta 1 As instalações elétricas de baixa tensão são regulamentadas pela Norma NBR 5410/2004. Considera-se baixa tensão de corrente alternadas de ________ V e tensões de corrente contínua de ________ V. Quais valores preenchem corretamente a lacuna?
  1000 e 1200.
  1000 e 2000.
  1200 e 1000.
  1500 e 1000.
  1000 e 1500.
Pergunta 2 Subestação responsável por elevar a tensão para transmissão. De qual subestação se trata?
  Subestação convencional.
  Subestação abaixadora.
  Subestação elevadora.
  Subestação de alternância.
  Subestação mista.
Pergunta 3 É a potência consumida por aparelhos que trabalham com resistores como chuveiros, lâmpadas, aquecedores, fornos elétricos. É aquela potência pela qual se paga. A unidade é Watts (W = J / s). De qual potência se trata?
  Potência Ideal.
  Potência Real.
  Potência Ativa.
  Potência Aparente.
  Potência Reativa.
Pergunta 4 Esta potência está associada aos campos magnéticos dos motores e reatores (transformadores) e aos campos elétricos de capacitores. Este tipo de potência está defasada de 90º da potência ativa. De qual potência se trata?
  Potência Ativa.
  Potência Ideal.
  Potência Aparente.
  Potência Real.
  Potência Reativa.

Questionário 04
Pergunta 1 Caracterizada por tensões da ordem de 11900V a 13800V. Este tipo de fornecimento é o indicado para: indústrias e edifícios, devido a grande potência instalada e propriedades rurais, devido a distância a ser percorrida pela linha. De qual fornecimento se trata?
  Fornecimento em Baixíssima Tensão.
  Fornecimento em Média Tensão.
  Fornecimento em Baixa Tensão.
  Fornecimento em Altíssima Tensão.
  Fornecimento em Alta Tensão.
Pergunta 2 Este tipo de fornecimento é feito com tensões da ordem de 220 / 127 / 110 V e em algumas cidades 350 / 220 V. É o modelo que serve a residência, pequenas indústrias e casas comerciais. De qual fornecimento se trata?
  Fornecimento em Alta Tensão.
  Fornecimento em Baixíssima Tensão.
  Fornecimento em Altíssima Tensão.
  Fornecimento em Média Tensão.
  Fornecimento em Baixa Tensão
Pergunta 3 Diversos são os aspectos que devem ser levados em consideração em um projeto elétrico. Um dos aspectos trata da locação de pontos de luz. Pergunta-se: para quantos metros de parede deve-se prever um ponto de luz?
  2,0 m.
  1,5 m.
  3,0 m.
  5,0 m.
  4,0 m.
Pergunta 4 Normalmente empregados em residências, apartamento e prédios comerciais. Servem lâmpadas de pequena potência, tomadas para aspiradores, enceradeiras, aparelhos de áudio e vídeo e pequenos eletrodomésticos, com exceção dos eletrodomésticos de cozinha. Poderão conter até 12 pontos de retirada de energia ou 1200 VA de potência total. Cada tomada deste circuito conta com 100 VA. Como é chamado esse circuito?
  Circuito especial.
  Circuito de serviço.
  Circuito específico.
  Circuito de iluminação e limpeza.
  Circuito paralelo.

Questionário 05
Pergunta 1 Quanto à forma de instalação, as instalações elétricas podem ser:
  Embutidas, somente.
  Aparentes, somente.
  Aparentes e externas.
  Embutidas e escondidas.
  Embutidas e aparentes.
Pergunta 2 Dentre os materiais abaixo, qual NÃO pode ser utilizado como material de isolamento elétrico?
  PVC.
  Alumínio.
  XLPE.
  Mica.
  EPR.
Pergunta 3 Define a mínima seção transversal dos condutores conforme a utilização do circuito, independente da corrente. De qual critério se trata?
  Critério de Capacidade de Condução de Corrente.
  Critério de Queda de Tensão.
  Critério de Sobrecarga.
  Critério de Sobrecarga.
  Critério de Seção Mínima.
Pergunta 4 Define a seção transversal mínima capaz de atender a corrente do circuito, levando em conta fatores de depreciação conforme temperatura ambiente, agrupamento e fatores locais, além do próprio material que compõem o isolamento do condutor. De qual critério se trata?
  Critério de Seção Mínima.
  Critério de Queda de Tensão.
  Critério de Capacidade de Condução de Corrente.
  Critério de Curto Circuito.
  Critério de Sobrecarga.

Questionário 06
Pergunta 1 O fator de correção global é utilizado para corrigir o valor de corrente de projeto. Qual equação abaixo define seu cálculo?
  fc=fct .fca .fcl
  fc=(fct .fca)+ fcl
  fc=(fct .fca)- fcl
  fc=fct+ fca+ fcl
  fc=fct- fca .-fcl
Pergunta 2 Se a corrente de projeto for 100 A e o fator de correção igual a 0,58, qual será o valor da corrente fictícia?
  99,42 A.
  172,41 A.
  58 A.
  100 A.
  100,58 A.
Pergunta 3 Por Norma, limita-se a queda de tensão dos circuitos de motores a ________ durante a partida e ________ em condições de regime.
  10 % e 5 %.
  10 % e 10 %.
  10 % e 2,5 %.
  5 % e 10 %.
  2,5 % e 10 %.
Pergunta 4 Em determinados casos, há limitações na capacidade de fornecimento de corrente por parte da fonte, fazendo com que não se consiga a partida do motor com tensão plena. Para estas situações, e não havendo limitação por parte da carga mecânica, adotam-se métodos de partida com tensão ________. Qual palavra preenche corretamente a lacuna?
  Média.
  Aumentada.
  Alta.
  Baixa.
  Reduzida.

Questionário 07 
Pergunta 1 Considerando a corrente de projeto igual a 30 A e a relação Ip/In igual a 7, qual será o valor da corrente de partida?
  210 A.
  4,29 A.
  37 A.
  7 A
  30 A.
Pergunta 2 Considerando a corrente de projeto igual a 25 A e a relação Ip/In igual a 6, qual será o valor da corrente de partida?
  31 A
  150 A.
  4,17 A.
  19 A.
  25 A.
Pergunta 3 De acordo com a figura abaixo, a luz visível encontra-se entre:
  Ultravioleta e Infravermelho.
  Raios-gama e Ultravioleta.
  Infravermelho e Ondas de radar.
  Raios-gama e raios-X.
  Ondas de radar e ondas de TV
Pergunta 4 Caracterizam-se por seu forte efeito calorífico e são radiações produzidas normalmente através de resistores aquecidos ou por lâmpadas incandescentes especiais cujo filamento trabalha em temperatura mais reduzida. De qual radiação se trata?
  Raios-gama.
  Luz visível.
  Radiação ultravioleta.
  Ondas de rádio.
  Radiação infravermelha.

Questionário 08

Pergunta 1 De acordo com a figura abaixo, quantos circuitos existem?
  1.
  10.
  9
  5.
  4
Pergunta 2 Se a potência ativa vale 45 kW e a potência reativa 30 kVAr, qual o valor da potência aparente? Atenção às unidades!
  54100 kW.
  54100 kVA.
  54,1 kVA.
  5,41 kVA.
  54,1 kW
Pergunta 3 Considere a tabela abaixo, que leva em consideração o diâmetro suficiente para conduzir um certo valor de corrente elétrica. Considerando a instalação como B1, com 2 condutores carregados, qual deve ser o mínimo diâmetro de condutor para conduzir uma corrente de 45 A?
  10 mm².
  6 mm².
  1,5 mm².
  4 mm².
  16 mm². 
Pergunta 4 Considere a tabela abaixo, que leva em consideração o diâmetro suficiente para conduzir um certo valor de corrente elétrica. Considerando a instalação como B1, com 3 condutores carregados, qual deve ser o mínimo diâmetro de condutor para conduzir uma corrente de 49 A?
  4 mm².
  10 mm².
  6 mm².
  1,5 mm².
  16 mm².



 
 ATIVIDADE RESOLVIDA
 
    R$45,00
     
    CHAVE PIX
     
    eng.carlosjfilho@hotmail.com

06/10/2023

AV2 - Química e Ciências dos Materiais [RESOLVIDA]

1) "Industrialmente, o elemento químico ferro é o metal mais utilizado, sendo que já esteve em 95% em peso da produção mundial de metais. Dessa forma, o seu custo de produção baixa, e este metal edifica a sociedade contemporânea.  A liga deste elemento mais popular é o aço, o qual pode ser uma liga metálica contendo o ferro e outros elementos, que podem ser metais ou não-metais. Considera-se atualmente aço uma liga que apresenta um percentual menor de 2% de carbono, sendo que quando este valor é superado, o material é denominado de ferro fundido".

    a) se dá por meio dos interstícios, de modo, que os átomos de carbono, por apresentarem raio atômico muito menor que o ferro, se acomodam nos interstícios presentes na estrutura do ferro.
    b) se dá por meio das vacâncias, que são imperfeições presentes na estrutura metálica, facilitando, portanto, a acomodação dos átomos de carbono na estrutura do ferro.
    c) ocorre por meio da acomodação dos átomos de ferro na estrutura do carbono.
    d) ocorre por meio da acomodação dos átomos de carbono nas vacâncias presentes na estrutura do ferro, portanto, a inexistência de vacâncias compromete a formação da liga.
    e) ocorre por meio dos interstícios da estrutura do carbono, elemento de menor raios atômico.

2) "Da mesma forma que a corrente elétrica está associada ao transporte de cargas elétricas através de um fio condutor quando este está sujeito a uma diferença de potencial elétrico, a DIFUSÃO está associada ao transporte de massa que ocorre em um sistema quando nele existe um gradiente de concentração química".

VAN, V. L. Introdução às Ciências dos Materiais para Engenharias. Disponível em: <http://sites.poli.usp.br/d/pmt2100/Aula04_2005%201p.pdf>. Data de acesso: 19 fev. 2019.

Neste contexto, avalie as seguintes asserções e a relação proposta entre elas:

I. O aumento da temperatura diminui a difusão atômica.

PORQUE

II. A energia cinética não está relacionada ao grau de movimentação atômica.

A respeito dessas asserções, assinale a alternativa CORRETA:

    a) As asserções I e II são proposições verdadeiras e a asserção II é uma justificativa correta da asserção I.
    b) As asserções I e II são proposições verdadeiras, mas a asserção II não é uma justificativa da asserção I.
    c) A asserção I é uma proposição verdadeira e a asserção II é uma proposição falsa.
    d) A asserção I é uma proposição falsa e a asserção II é uma proposição verdadeira.
    e) As asserções I e II são proposições falsas.


3) O zinco e o cobre apresentam raios atômicos muito próximos. Enquanto o do zinco é de 0,133 nm, o raio atômico do cobre é de 0,128 nm. Além disso, ambos apresentam outras características em comum, como por exemplo, número de coordenação 12. Assim, o zinco substitui facilmente o cobre em sua rede cristalina cúbica de face centrada, formando a liga metálica denominada latão.

Apesar do latão ser um material intencionalmente produzido, denominamos a presença do zinco no cobre como um defeito. Assinale a alternativa que representa o defeito exemplificado como uma aplicação da produção de um material.

    a) Lacuna.
    b) Autointersticial.
    c) Impurezas substitucional.
    d) Impurezas e intersticial.
    e) Discordância aresta.

4) "Muito popular e presente em nosso cotidiano, e há muito tempo, é comum que não prestemos atenção a aspectos químicos ou históricos da cerâmica. Significando argila queimada, a cerâmica é produto final de produção de artefatos a partir da argila como matéria prima. Tratam-se de materiais de natureza inorgânica, sólida e não metálica, submetidos a altas temperaturas de manufatura. Quimicamente, apresenta geralmente constituição de óxidos metálicos, podendo conter também misturas iônicas".

SILVA, A. L. S. Cerâmica. Disponível em: <https://www.infoescola.com/materiais/ceramica/>. Data de acesso: 04 mar. 2019.

Neste contexto, analise as afirmativas a seguir e assinale V para verdadeiro e F para falso:

(  ) Os materiais cerâmicos apresentam elevada estabilidade química e dureza.
(  ) Os materiais cerâmicos apresentam elevado ponto de ebulição, mas sua estabilidade térmica é baixa.
(  ) A piroeletricidade é a habilidade de alguns materiais produzirem temporariamente um potencial elétrico quando aquecidos ou resfriados.

Agora, assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA:


    a) F-F-F.
    b) F-V-F.
    c) V-F-V.
    d) F-F-V.
    e) V-V-V.

5) "Do ponto de vista físico, o vidro pode ser definido como um líquido sub-resfriado, rígido, sem um ponto de fusão definido e com uma viscosidade elevada. Do ponto de vista químico, o vidro é a mistura de óxidos inorgânicos não voláteis resultantes da decomposição e da fusão, principalmente, de compostos alcalinos, alcalinoterrosos e de areia, formando um produto final com estrutura atômica desorganizada.

DIAS, D. L. Vidro. Disponível em: https://escolakids.uol.com.br/ciencias/quimica-do-vidro.htm. Data de acesso: 04 mar. 2019.

Com base no contexto anterior, analise as seguintes sentenças.

I. O vidro é considerado um material de natureza puramente iônica.
II. A cristalinidade é uma característica importante nos vidros.
III. A sílica é um dos componentes químicos principais que constituem o vidro.

Agora, assinale a alternativa que apresenta a resposta CORRETA:

    a) I, apenas.
    b) II, apenas.
    c) III, apenas.
    d) I e II, apenas.
    e) I, II e III.

 


 
 ATIVIDADE RESOLVIDA COM FEEDBACK POSITIVO
 

AV1 - Química e Ciências dos Materiais [RESOLVIDA]


1) "A lei periódica é uma ideia central na química porque permite explicar e prever diversas propriedades da matéria. A história da ciência pode ser uma boa ferramenta no ensino desse tema, pois além de auxiliar na construção de conceitos, possibilita discutir questões referentes à natureza da ciência."

TARGINA, A. R. L.; BALDINATO, J. O. Abordagem histórica da lei periódica nas coleções no PNLD 2012. Química Nova na Escola, São Paulo, v. 38, p. 324-333, 2016.

Neste contexto, analise as seguintes afirmativas:

I. Podemos afirmar que elementos que estão em um mesmo grupo apresentam o mesmo raio atômico.
II. O raio atômico de um cátion é maior que o raio atômico de um átomo neutro.
III. Elementos que estão em um mesmo período apresentam mesma quantidade de níveis de energia.

É correto o que se afirma em:

    a) I, apenas.
    b) II, apenas.
    c) III, apenas.
    d) I e II, apenas.
    e) I, II e III.

2) “Em 1916, os químicos Gilbert N. Lewis (1875-1946) e Walter Kossel (1888-1956), independentemente, propuseram que a conexão dos átomos ocorria de modo que os elementos adquirissem oito elétrons na camada de valência, o que equivale a dizer que eles assumem a configuração do gás nobre mais próximo. [...] Para ambos, ligação química é a força atrativa entre dois átomos, resultante da reorganização dos elétrons de suas camadas de valência.”

De acordo com as informações apresentadas na tabela a seguir, faça a associação dos tipos de ligação química contidos na Coluna A com as descrições, apresentadas na Coluna B.

COLUNA A     COLUNA B
1. Ligação iônica.     I. Compartilhamento de elétrons.
2. Ligação covalente.     II. Centros positivos, em rede cristalina, rodeados por elétrons.
3. Ligação metálica.     III. Atração eletrostática devida a perda e o ganho de elétrons.
Assinale a alternativa que apresenta a associação CORRETA entre as colunas.

    a) 1-I; 2-II; 3-III.
    b) 1-I; 2-III; 3-II.
    c) 1-II; 2-I; 3-III.
    d) 1-III; 2-I; 3-II.
    e) 1-III; 2-II; 3-I.

3) A água é uma molécula formada por um átomo de oxigênio e dois átomos de hidrogênio. Esses átomos estão conectados por ligações covalente, nas quais há compartilhamento de elétrons da camada de valência.

Sobre a molécula de água, complete as lacunas da sentença a seguir com os termos corretos:

A massa molar da molécula de água (H2O) é 18,0 g mol-1. Assim, se um copo de água contém 180 g de água significa que estão presentes neste copo ____________ mol de molécula de água ou _____________ moléculas de água. Pensando em relação ao número de átomos, tem-se ____________ mol de átomos de hidrogênio e ____________ mol de átomos de oxigênio. Assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas.

    a) 1  /  6 × 1023  /  2  /  1.
    b) 10  /  6 × 1023  /  20  /  10.
    c) 10  /  6 × 1024  /  20  /  10.
    d) 100  /  6 × 1023  /  20  /  10.
    e) 10  /  6 × 1024  /  1,2 × 1025 /  6 × 1024.

4) Veja o seguinte trecho de uma reportagem: "Um vazamento de gás na refinaria Presidente Bernardes em Cubatão (SP) deixou funcionários e moradores da região em alerta na noite da última sexta-feira. A Petrobras emitiu um comunicado oficial sobre o problema na tarde deste sábado e garantiu que não há risco de problemas. Segundo moradores que vivem próximo à refinaria, o vazamento de gás aconteceu próximo das 20 h e um odor "muito forte" foi sentido. Enquanto as equipes trabalhavam dentro da companhia, a área foi isolada por agentes de trânsito da cidade. Por meio de nota, a Petrobras informou que o incidente aconteceu por conta de um vazamento de gás propano através de válvula localizada no parque de esferas de armazenamento." Considere que uma esfera de armazenamento tenha uma capacidade de 50 m3, que armazena propano (C3H8) a 25°C e sofre um vazamento, com variação de pressão de 3 atm.

Dados:
Massas molares: H = 1,0 g/mol; C = 12,0 g/mol
R = 0,082 L.atm/mol.K
T = 0°C = 273 K

Admitindo-se que a temperatura do tanque não variou durante o vazamento, assinale a alternativa que apresenta a massa perdida de propano durante esse vazamento.

Alternativas:

    a) 120,0 kg.
    b) 270,0 kg.
    c) 946,0 kg.
    d) 1020,0 kg.
    e) 1229,0 kg.

5) “As substâncias podem combinar-se com outras substâncias, transformando-se em novas substâncias. Para estas transformações damos o nome de reações químicas.” De acordo com as informações apresentadas na tabela a seguir, faça a associação dos tipos de reações contidas na Coluna A com seus respectivos exemplos, apresentados na coluna B.

COLUNA A
   
COLUNA B
I. Reação de precipitação.
1. Formação de estalactites e estalagmites:
II. Reação de neutralização.
2. Formação da ferrugem:
4 space F e space plus space 3 O to the power of 2 minus end exponent rightwards arrow space 2 space F e subscript 2 O subscript 3
III. Reação de oxirredução.
3. Formação de cloreto de sódio:

Assinale a alternativa que apresenta a associação CORRETA entre as colunas.

    a) I-1; II-2; III-3.
    b) I-2; II-1; III-3.
    c) I-1; II-3; III-2.
    d) I-2; II-3; III-1.
    e) I-3; II-2; III-1.

 


 
 ATIVIDADE RESOLVIDA COM FEEDBACK POSITIVO
 

04/10/2023

Questionários de Sistemas Estruturais [RESOLVIDOS]

QUESTIONÁRIO 1

Pergunta 1 Num projeto estrutural existem vários fatores que interessam. Um deles é o projeto arquitetônico de onde tiramos as medidas para formar um esquema estático. O esquema estático deve ser formado com muito cuidado e respeitando uma certa simbologia. As simbologias são importantes para definirmos o que irá acontecer em um determinado ponto da estrutura, sabendo disso segue. Para desenvolver projetos é importante que saiba a simbologia utilizada. O símbolo da imagem abaixo representa um(a)…

 









Rótula
Apoio Fixo
Apoio Móvel
Engaste
Pirâmide
 

Pergunta 2 Existem estruturas na prática com muitos vínculos, cada um deles tem a função de travar deslocamentos e giros. Quando fazemos um prédio em concreto armado por exemplo podemos deixar todas as fundações engastadas e a consequência disso é gerar uma estrutura hiperestática. Com muito mais vinculações dos que as necessárias para funcionalidade estrutural. Baseado nesse contexto responda a seguinte questão. Para um projetista é essencial saber relacionar o projeto com o número de vínculos do mesmo, sabendo disso responda. O que é uma estrutura isostática?

São as que possuem o número mínimo de vinculações para manter minha estrutura em equilíbrio.
São treliças
São pórticos
São as que possuem mais vinculações do que as mínimas para manter minha estrutura em equilíbrio.
São as que possuem menos vinculações que as mínimas necessárias para manter o equilíbrio da minha estrutura.
 
Pergunta 3 Entender física é fundamental para um engenheiro, pois é baseado nos conhecimentos de física que conseguimos racionalizar um projeto. É necessário entender bem sobre as leis de Newton e sobre os conceitos de energia. Sobre os conceitos de energia é possível lembrar alguns tipos fundamentais como energia cinética, energia potencial gravitacional e trabalho. Neste contexto responda a seguinte questão. Um dos pré-requisitos para entender bem sistemas estruturais é saber definir o que é trabalho (estamos falando da física)

Energia transferida por meio de um deslocamento ... por uma força. (T = F.d)
Energia transferida por meio de um deslocamento ... por uma força. (T = mv²/2)
Energia necessária para conseguirmos 2 amperes (T=xb³/4)
Não tem nada haver com energia
Energia potencial (T = Mk²/2)
 

Pergunta 4 É fundamental que um engenheiro consiga olhar uma imagem relacionada a esforços e diagramas e entender sobre o que ela se trata. Isto é importante pois o seu trabalho é definir os esquemas estáticos e desenvolver o melhor projeto possível para a situação. Nos conhecimentos comuns estão os conceitos de momento fletor, esforço cortante e esforço normal. Usando este contexto como referência responda a seguinte questão. Na Figura abaixo o que é Pl/4?





 

Esforço torsor máximo
Diagrama de esforço norma
Momento fletor máximo
Esforço cortante máximos
Diagrama de esforço cortante

QUESTIONÁRIO 2

Pergunta 1 Para resolvermos problemas mais complexos, muitas vezes precisamos fazer certas simplificações. Para fazermos essas simplificações em esquemas estáticos precisamos estar cientes sobre a influência dessas simplificações para que os resultados finais sejam os mesmos que esperamos na estrutura real sem simplificações. Um desses artifícios é criar esquemas estáticos e esforços que não existem de fato na estrutura, mas que no final nos ajudaram a chegar na resposta final. Sobre essas informações responda a seguinte questão. Existe o conceito de situação virtual, trabalho virtual e até mesmo força virtual. O que seria uma força virtual?

  Uma força virtual é decorrente de uma treliça virtual

  Uma força virtual não tem aplicação em sistemas estruturais

  Uma força virtual é uma força que não existe em um sistema real de análise, é uma abstração para facilitar os nossos cálculos.

  Uma força virtual é a reação de apoio necessária.

  Uma força virtual é sempre criada por computadores e por isso o nome de virtual

Pergunta 2 É possível em projetos estruturais criar situações virtuais. As situações virtuais não existem de fato, porém nos ajudam a encontrar respostas de problemas mais complexos. Quando pensamos em problemas mais complexos estamos falando principalmente em estruturas hiperestáticas. Pois estas não conseguimos resolver com somatório de forças e momentos. Portanto é necessário criar situações que gerem mais equações para o nosso problema, mesmo que precise modificar os esquemas estruturais como artifício.

Na imagem abaixo temos um sistema real e um virtual, qual das alternativas representa melhor a situação?

  A situação acima é um trabalho virtual realizado por P1 em D1

  A situação acima é a representação de esforços cortantes M(x)

  A situação acima representa esquemas hiperestáticos

  A situação acima pode representar um caso virtual de uma força unitária aplicada no ponto onde temos o deslocamento D2. Isto facilitará o cálculo dos trabalhos realizados.

  A situação acima é a flecha tanto virtual quanto real

Pergunta 3 Sabemos que é possível modificar um esquema estático de forma a gerar situações que facilitem nosso processo de resolução de um problema. Porém não podemos fazer tudo de qualquer jeito e de qualquer forma. É necessário que o procedimento seja racional e que de fato seja compatível com a situação do projeto real. De fato, existem regras para fazermos as modificações, a respeito disso responda o seguinte questionamento. A citação abaixo representa qual teorema.

“O trabalho virtual produzido por um sistema de forças em equilíbrio, quando se desloca devido às deformações produzidas por um outro sistema de forças em equilíbrio, é igual ao trabalho virtual produzido por este segundo sistema de forças quando se desloca devido às deformações produzidas pelo primeiro sistema.”  (SUSSEKIND,1983, p.79)

  Teorema de Pitágoras

  Teorema de Marks

  Teorema de Betti

  Teorema de Castigliano

  Teorema de Maxwell

Pergunta 4 Existem diversos cientistas que contribuíram para o desenvolvimento de métodos para solucionarmos os problemas ligados a estruturas. Muitos deles contribuíram diretamente para o desenvolvimento de métodos racionais que quando aplicados nos dão as respostas que tanto precisamos. As respostas normalmente estão relacionadas aos esforços cortantes, momentos fletores, esforços normais, flechas e outros. Sobre as contribuições desses cientistas, responda a seguinte questão.

A citação abaixo representa qual teorema.

“A derivada parcial da energia real de deformação em relação a uma das cargas aplicadas é igual a deformação elástica segundo a direção desta carga” (SUSSEKIND,1983, p.82)

  Teorema de Pitágoras

  Teorema de Betti

  Teorema de Marks

  Teorema de Maxwell

  Teorema de Castigliano

QUESTIONÁRIO 3

Pergunta 1 Há vários métodos que podemos usar para buscarmos soluções em nossas estruturas de projeto. Cada método possui passos específicos e raciocínio próprio. Porém todos os métodos são fundamentalmente baseados em conceitos consagrados. Um dos conceitos que podemos citar é o de situações reais e situações virtuais. Ou seja, utilizamos situações virtuais (que não existem) para nos auxiliar. Sobre esses métodos, responda.

Um dos métodos possíveis para resolver uma estrutura hiperestática é o método dos esforços. Sobre ele qual é a alternativa correta.

No método dos esforços criamos casos isostáticos a partir de estruturas hiperestáticas, rotulando a estrutura ou até mesmo retirando vinculações. Nos dois casos aplicamos esforços unitários 

  No método dos esforços criamos deslocamentos a partir de estruturas isostáticas, rotulando a estrutura ou até mesmo acrescentando vinculações. 

  No método dos esforços criamos casos hiperestáticos a partir de estruturas isostáticas, rotulando a estrutura ou até mesmo retirando vinculações. Nos dois casos aplicamos esforços unitários 

  No método dos esforços criamos flechas virtuais a partir de estruturas isostáticas, rotulando a estrutura ou até mesmo adicionando vinculações. 

  No método dos esforços criamos deslocamentos a partir de estruturas isostáticas, rotulando a estrutura ou até mesmo retirando vinculações. 

Pergunta 2 Os métodos para a resolução de sistemas hiperestáticos são variados e utilizam os conceitos desenvolvidos a partir principalmente de métodos energéticos. Isto acontece porque nos diversos métodos de solução de problemas hiperestáticos precisamos modificar o sistema real e ainda criar várias situações que no final serão compatibilizadas para encontrarmos as respostas necessárias. Cada método possui um procedimento e é importante sabermos identificar para que não erramos. Sobre este contexto responda a seguinte questão. Sobre a imagem abaixo é correto afirmar que:

 A imagem representa o método dos deslocamentos para a resolução de sistemas hiperestáticos 

  A imagem representa o método de Cross para a resolução de sistemas hiperestáticos 

  A imagem representa o método do Paulo para a resolução de sistemas hiperestáticos 

  A imagem representa o método de Marks para a resolução de sistemas hiperestáticos 

  A imagem representa o método dos esforços para a resolução de sistemas hiperestáticos 

Pergunta 3 Cada método de solução de estruturas hiperestáticas possui um procedimento que deve ser seguido com maestria. E muitos deles possuem material de apoio. Este material pode ser gráfico, fórmulas específicas e até mesmo tabelas. Cada uma desses materiais possuem respostas prontas para determinadas situações, pois sem estes materiais os problemas ficariam muito grandes. Sobre essas facilitações responda a seguinte questão.

No método dos esforços precisamos de uma tabela que pode ser a de Kurt Beyer que nos auxiliará com a resolução. Sobre a tabela de Kurt Beyer qual é a alternativa correta?

  Ela serve para somarmos esforços normais em diferentes esquemas estáticos. 

  Ela serve para somarmos momentos fletores em diferentes esquemas estáticos. 

  Ela serve para calcularmos a energia potencial elástica 

  Ela serve para calcularmos o trabalho 

  Ela serve para somarmos flechas em diferentes esquemas estáticos. 

Pergunta 4 Um dos métodos importantes para a solução de problemas hiperestáticos é o método dos esforços. Este método é baseado diretamente nos conceitos de energia e trabalho virtual. O trabalho virtual é criado por uma situação virtual, ou seja, uma situação que na realidade não existe. Porém esta situação somada com outras situações virtuais no final nos dá a situação real. Sobre este contexto responda.

Sobre o método dos esforços qual é a alternativa correta

  No método dos esforços não precisamos colocar nenhum esforço unitário 

  No método dos esforços sempre colocamos reações unitários iguais a 1 em um ponto aleatório 

  No método dos esforços aplicamos esforços virtuais unitários equivalentes ao vínculo que retiramos da estrutura. 

  No método dos esforços sempre colocamos momentos unitários iguais a 1 em um ponto aleatório 

  No método dos esforços sempre colocamos forças unitárias iguais a 1 em um ponto aleatório 

QUESTIONÁRIO 4

 Pergunta 1 Saber utilizar um método para a resolução de sistemas hiperestáticos é fundamental. Pois no final o que interessa é a resposta do problema. Para conseguirmos extrair todos os dados do problema precisamos principalmente encontrar as reações de apoio em um esquema estático. As reações em um sistema estático hiperestático nos dão as condições necessárias para traçarmos os diagramas. Sobre este contexto, resolva o problema a seguir. Quanto vale a reação vertical no apoio fixo? Use o método dos esforços. Considere que as propriedades da viga se mantenham iguais. (módulo de elasticidade e momento de inércia).

Aproximadamente 5.3 kN para cima.

Aproximadamente 1,3 kN para cima.

Aproximadamente 3.3 kN para cima.

Aproximadamente 2.3 kN para cima.

Aproximadamente 4.3 kN para cima.

Pergunta 2 Conseguir encontrar as reações de apoio em uma estrutura é um passo fundamental para conseguirmos traçar os diagramas de esforços solicitantes. Para encontrar essas reações em estruturas hiperestáticas é preciso utilizar um dos métodos clássicos. Um deles é os métodos dos esforços no qual utilizamos sistemas virtuais que nos auxiliam a encontrar essas reações. Neste contexto, resolva o que se pede.

Quanto vale a reação vertical no primeiro apoio móvel da esquerda para a direita? Use o método dos esforços. Considere que as propriedades da viga se mantenham iguais. (módulo de elasticidade e momento de inércia).

Aproximadamente 9.7 kN para cima.

Aproximadamente 8.7 kN para cima.

Aproximadamente 6.7 kN para cima.

Aproximadamente 5,7 kN para cima.

Aproximadamente 7.7 kN para cima

Pergunta 3 Para utilizarmos o método dos esforços para resolver estruturas hiperestáticas podemos contar com a ajuda de tabelas. Nas tabelas encontramos resultados clássicos para que não precisemos resolver tudo a mão. Portanto, essas tabelas agilizam o procedimento. É possível aplicar o método dos esforços em estruturas diferentes umas das outras. Sobre a aplicação do método dos esforços em pórticos planos, marque a alternativa correta.

O método dos esforços para pórticos planos é análogo ao método dos esforços para vigas. Os procedimentos seguem o mesmo raciocínio.

Não é possível aplicar o método dos esforços para pórticos

O método dos esforços só é possível de ser aplicado em vigas.

O método dos esforços é totalmente diferente se compararmos sua aplicação em vigas e pórticos.

O método serve para somarmos esforços normais em diferentes esquemas estáticos e encontrar a flecha

Pergunta 4 Um dos métodos comuns a ser utilizado para a resolução de estruturas hiperestáticas é o método dos esforços. Ele consiste na criação de casos isostáticos a partir da estrutura real, com exceção do caso principal cada um dos outros casos representará uma incógnita a ser encontrada. Por esta razão uma estrutura 3 vezes hiperestática resultará em um sistema linear 3x3. Baseado neste contexto responda a seguinte questão.

Sobre o método dos esforços qual é a alternativa correta

No método dos esforços não precisamos colocar nenhum esforço unitário

No método dos esforços aplicamos esforços virtuais unitários equivalentes ao vínculo que retiramos da estrutura. Cada um desses esforços unitários se tornará um caso a ser resolvido.

No método dos esforços sempre colocamos forças unitárias iguais a 1 em um ponto aleatório. Cada um desses esforços unitários se tornará um caso a ser resolvido.

No método dos esforços sempre colocamos reações unitários iguais a 1 em um ponto aleatório

No método dos esforços sempre colocamos momentos unitários iguais a 1 em um ponto aleatório


QUESTIONÁRIO 5

Pergunta 1 Um tipo muito comum de estrutura no dia a dia de um engenheiro são os pórticos, eles são estruturas formadas por pilares e vigas. Comparando com as vigas, são estruturas mais complexas, pois além dos esforços cortantes, os momentos fletores também possuem diagrama de esforço normal. Podemos encontrar pórticos em estrutura de edificações e na indústria em geral. Sabendo da importância deste tema responda o seguinte questionamento.

Quanto vale a reação vertical no apoio fixo? Use o método dos esforços e considere o momento de inércia e o módulo de elasticidade igual em toda a estrutura.

  Aproximadamente 4.9 kN para cima.

  Aproximadamente 4.3 kN para cima.

  Aproximadamente 5.3 kN para cima.

  Aproximadamente 3.9 kN para cima.

  Aproximadamente 3.1 kN para cima.

Pergunta 2 Um pórtico pode ser descrito como uma estrutura em formato de quadro. Existem inúmeras variações de pórticos planos e além disso podem ser encontrados em diversos projetos. Um exemplo comum da aplicação de um pórtico é em um prédio de múltiplos pavimentos. Neste exemplo, se fizermos um corte em um edifício conseguiremos ver um pórtico plano de tamanho razoavelmente grande se compararmos aos que fazemos de maneira didática na graduação. Sobre a resolução de estruturas em formato de pórtico, podemos utilizar um dos métodos de solução para estruturas hiperestáticas. Neste contexto faça o que se pede abaixo.

Quanto vale a reação horizontal no engaste em módulo? Use o método dos esforços e considere o momento de inércia e o módulo de elasticidade igual em toda a estrutura.

  Aproximadamente 1.2 kN

  Aproximadamente 4.3 kN

  Aproximadamente 5.3 KN

  Aproximadamente 0.3 kN

  Aproximadamente 4.9 kN

Pergunta 3 Um dos métodos importantes para resolvermos estruturas hiperestáticas é o método dos deslocamentos. Assim como o método dos esforços, o método dos deslocamentos exige a aplicação de um roteiro racional e bem definido. O método dos deslocamentos, como diz o nome, trabalha com movimentações e seu procedimento é realizado a partir deste raciocínio. Sobre o procedimento de solução pelo método dos deslocamentos responda a seguinte questão.

Sobre o método dos deslocamentos, qual é a afirmativa correta?

  No método dos deslocamentos aplicamos momentos fletores em pontos estratégicos na estrutura hiperestática

  No método dos deslocamentos aplicamos reações de apoio em pontos estratégicos na estrutura hiperestática

  No método dos deslocamentos aplicamos esforços cortantes em pontos estratégicos na estrutura hiperestática

  No método dos deslocamentos aplicamos flechas em pontos estratégicos na estrutura hiperestática

  No método dos deslocamentos colocamos uma chapa que engasta estrutura em pontos estratégicos

Pergunta 4 O método dos deslocamentos trabalha com a ideia de giros, visto que o giro é um tipo de movimento. Este giro é aplicado racionalmente em determinados pontos da estrutura com o intuito de gerar constantes importantes para resolvermos o sistema de equações que é montado. Neste sistema de equações o intuito é encontrarmos os valores que serão utilizados como fator de ponderação. Neste contexto faça o que se pede abaixo.

Sobre o método dos deslocamentos, qual é a afirmativa correta?

  No método dos deslocamentos aplicamos esforços cortantes em pontos estratégicos na estrutura hiperestática

  No método dos deslocamentos aplicamos uma rotação de 1 radiano em pontos estratégicos que foram previamente engastados.

  No método dos deslocamentos aplicamos reações de apoio em pontos estratégicos na estrutura hiperestática.

  No método dos deslocamentos aplicamos momentos fletores em pontos estratégicos na estrutura hipostática

  No método dos deslocamentos aplicamos flechas em pontos estratégicos na estrutura hiperestática.

QUESTIONÁRIO 6


QUESTIONÁRIO 7


QUESTIONÁRIO 8



 
 ATIVIDADE RESOLVIDA
 
    R$45,00
     
    CHAVE PIX
     
    eng.carlosjfilho@hotmail.com

As Dez Mais Lidas...

Leia também...

QUESTIONÁRIOS DE ALGORITMOS E PROGRAMAÇÃO [RESOLVIDOS]

  Questionário 01 Pergunta 1 Do mais simples ao mais complexo, um algoritmo constitui uma sequência de passos finitos e ordenados, executado...