Mostrando postagens com marcador os cientistas. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador os cientistas. Mostrar todas as postagens

ISAAC NEWTON





  • Nesta terceira semana da série "Os Cientistas" vamos falar de Isaac Newton. Sem os estudos e teorias de Newton, seria impossível realizar os avanços tecnológicos que hoje temos conhecimento. O lançamento de satélites, sondas espaciais e a identificação do Sistema Solar só foram possíveis pelo fato de Isaac Newton ter desenvolvido a Lei de Gravitação Universal. Físico, matemático, astrônomo, alquimista, filósofo, este cientista inglês desenvolveu o Cálculo Diferencial e Integral, o Teorema Binomial e a Natureza das Cores.


  • Comprovou a Dispersão Luminosa observando o espectro visível de um prisma, incidindo a luz solar em uma de suas faces. Construiu o telescópio newtoniano para observar a força gravitacional entre os corpos celestes. Através dos estudos de Óptica, definiu os fenômenos físicos da Refração, Reflexão e Dispersão da Luz.



  • Ao descrever as três famosas Leis em 1687, Newton determinou um rumo para a Mecânica Clássica. O termo "mecânica" explica os comportamentos relativos ao movimento dos corpos físicos - mecânica significa movimento. A primeira Lei de Newton explica que todo corpo continua em seu estado de repouso ou de movimento uniforme em uma linha reta, a menos que seja forçado a mudar aquele estado por forças imprimidas sobre ele. A Segunda Lei afirma que a mudança de movimento é proporcional à força motora imprimida, e é produzida na direção da linha reta na qual aquela força é imprimida. Na terceira Lei, Newton atribui que em toda ação há sempre oposta uma reação igual, ou, as ações mútuas de dois corpos um sobre o outro são sempre iguais e dirigidas a partes opostas.


  • Newton mudou o rumo da História da Ciência ao publicar em 1687 a Philosophiae Naturalis Principia Mathemática. Através destes estudos , Isaac Newton demonstrou a consistência das suas Leis e das Leis de Kepler, comprovando que o movimento dos corpos celestes e dos objetos da terra são governados pelo mesmo conjuntos de Leis Naturais. Newton difundia a idéia da investigação racional para revelar o funcionamento da natureza. Ainda hoje é considerado o cientista que mais influenciou na História da Ciência.


  • Professor de Matemática na Universidade Cambridge, foi também membro do Parlamento Inglês representando a Universidade. Sócio estrangeiro da Academia de Ciências na França e presidente da Real Academia da Inglaterra, sendo reeleito até sua morte em 1727. Foi agraciado com título de "Sir" em 1708 pela Rainha Anne, sendo o primeiro cientista a receber esta honra.


  • Atribui-se à vida de Isaac Newton um fato envolvendo a queda de uma maçã em sua cabeça, porém não temos registros históricos de que isto tenha realmente acontecido. Os seus estudos sobre Gravitação afirmam que a mesma força que atrai uma maçã ou qualquer outro objeto para o chão mantém a Lua, a Terra e todos os planetas em suas órbitas.


  • No início do seu primeiro ano estudou um exemplar dos Elementos de Euclides, a Geometria de Descartes, a Óptica de Kepler e as obras de Viète. Depois de 1663, assistiu a aulas dadas por Barrow e conheceu obras de Galileu, Fermat e Huygens. Por este motivo costumava afirmar: "Se eu ví mais longe, foi por estar de pé sobre os ombros de gigantes!"

MARIE CURIE


  • Esta é a segunda semana da série "Os Cientistas", escolhi uma cientista para apresentar sua vida e descobertas. Já citei numa aula anterior, que fiquei surpreso com a falta de informações na internet sobre as mulheres cientistas. Por este motivo escolhi Marie Curie! Mas, com certeza outras virão, vou pesquisar detalhes para colocar aqui as invenções e estudos científicos. Alguns textos querem nos fazer acreditar que estas mulheres foram tão longe pelo fato de seus maridos estarem juntos na pesquisa. Não é bem assim! Para começar vou logo falando que Marie Curie fez o que nenhum homem havia conseguido! Pois bem, dito isto vamos conhecer um pouco da vida desta mulher impressionante. Marie Curie nasceu na Polônia em 1867, mudou-se para a França onde começou sua trajetória acadêmica. Licenciou-se em primeiro lugar na Sorbonne, tradicional Universidade da França e um dos pilares da educação européia. Foi a primeira mulher a lecionar na Sorbonne, onde atuou nas áreas de Ciências Matemáticas e Física. Juntamente com seu marido, Pierre Curie (também professor de Física) e seu orientador Henri Becquerel, começou a estudar os efeitos da radiação. Em 1903, os três receberam o Prêmio Nobel de Física em reconhecimento ao desenvolvimento das pesquisas e comprovações dos efeitos da radiação desprendidas pelos sais de urânio. Os termos que conhecemos como radioativo e radioatividade, foram utilizados por ela para melhorar as publicações e explicar os resultados das pesquisas. Marie Curie continuou a estudar a radiação e aplicando suas pesquisas até que conseguiu isolar dois novos elementos químicos, o Polônio e o Rádio. Escolheu estes nomes em homenagem à sua terra natal e da grande emissão de radiação presente no elemento Rádio. Esta descoberta lhe rendeu um feito ainda maior. Pela segunda vez o Prêmio Nobel (1911), foi atribuído ao seu nome, agora em Química, em reconhecimento pelos avanços da ciência química e dos estudos da natureza dos elementos químicos. Uma realização profissional fantástica, pois jamais alguém havia conseguido o Prêmio Nobel por duas vezes.
  • Foi fundadora do Instituto do Rádio em Paris, academia que desenvolveu os estudos da radiografia e da cura do câncer utilizando radiação. Durante a Primeira Guerra Mundial, Marie Curie sugeriu que a radiografia móvel fosse utilizada para o tratamento dos soldados feridos. Esta grande cientista visitou muitos países do mundo para expor os avanços da ciência na cura do câncer. Esteve nos Estados Unidos em 1921, onde atraiu a atenção da comunidade científica. Veio ao Brasil em 1926, visitar o Instituto do Radium, hospital fundado em Belo Horizonte devido à grande quantidade de doentes de câncer no país. Um dos momentos mais importantes foi a palestra ministrada pela cientista que teve como tema “A radiação e suas aplicações na Medicina”

  • Infelizmente a exposição excessiva às radiações dos elementos químicos, que já havia comprometido a vida do cientista Bequerel, também atingiu Marie Curie de forma fatal, pois ele já sofria de leucemia em estado avançado e irreversível. Mesmo assim, a Ciência compensou Marie Curie - sua filha Irène Curie que trabalhou como sua assistente – também recebeu o Prêmio Nobel de Química em 1935. Além de renomada cientista e pesquisadora, foi Diretora de Laboratório de Ciências, contribuiu para a indústria de cosméticos e desenvolvimento dos tratamentos do câncer, Radiologia e Radiografia.


  • "Os dois Prêmios Nobel que Marie Curie recebeu representam um reconhecimento inédito a esta brilhante mulher que enfrentou a radiação em busca de respostas que até hoje salvam vidas!"

LEONARDO DA VINCI




Durante estas férias resolvi dedicar-me aos autores das Teorias Científicas e invenções que utilizo como exemplo nos estudos das muitas aulas já publicadas aqui no Blog, criando a Série "Os Cientistas". Poderia ter começado esta série - por razões óbvias - por Nicolas Carnot, pai da Termodinâmica e de influência fundamental na Refrigeração, área em que atuo com maior frequência. Mas existe um cientista, que na minha opinião representa o principal nome na contribuição ao mundo científico.
Leonardo da Vinci! Sim o pintor italiano Leonardo, considerado um dos principais nomes da era Renascentista. Além de pintor ele era cientista, inventor, físico, matemático, músico, arquiteto, urbanista, engenheiro civil e militar. Para a mecânica, além de tantos inventos, contribuiu para a invenção do mancal de rolamentos, quando esboçou o que seria a transmissão de movimento de rodas com um mínimo de atrito. Então, a partir deste sábado vou publicar aqui no blog informações sobre a vida e obra de vários homens e mulheres que mudaram o mundo com seus conceitos e invenções. Participem das enquetes colocando suas opiniões a respeito dos cientistas que querem ver aqui na série. Se tiver algum nome em especial coloque seu comentário no final da postagem para que eu possa pesquisar e publicar aqui.


Leonardo da Vinci nasceu na Itália em 1452, onde enfrentou problemas bem parecidos com o que vemos hoje. Seus pais eram separados, era considerado filho ilegítimo! Morou durante alguns anos com seu avô, onde levava uma vida relativamente normal para a época,tinha até denúncias de maus costumes, certamente alguma travessura de um jovem sem muita pretensão na vida, que naquele tempo era considerada falta grave para os padrões da igreja. Aos 16 anos começou a mostrar-se para o mundo, através de desenhos e pinturas. Por ser muito bonito e apresentável fisicamente, Leonardo serviu de modelo para escultores e pintores. Mas, foram sua extrema inteligência e talento que o colocaram entre os famosos. Apesar de estar entre os melhores não aproveitou totalmente a oportunidade por estar envolvido em projetos arquitetônicos e inventos mecânicos. Todavia a história prova que a ele não seria acrescentado técnicas de pintura, pois era notadamente superior na aplicação dos contrastes de cores de forma impressionante.
A genialidade de da Vinci é extraordinária, suas obras, mesmo as inacabadas encanta os críticos de arte, pelo fato de poderem avaliar uma obra no instante da concepção. Em Milão no ano de 1499, sua alma arquitetônica transcende do artista, quando ele deixa uma reforma em uma igreja para projetar e construir uma rede de canais e um grande sistema de abastecimento de água e irrigação. Urbanizou completamente a cidade, proporcionando ruas e calçados no formato que até hoje adotamos com as calçadas mais altas para permitir aos pedestres transitar com maior segurança. Certamente já tomava cuidado com pedestres devido aos projetos de um automóvel que dispensava cavalos. Antecipou-se em trezentos anos na indústria automobilística!
Em 1500 publicou estudos de Anatomia e Proporções de Perspectiva e Óptica. Em Veneza, quando esta estava ameaçada pelos Turcos , da Vinci projetou catapultas. Como já estudava proteção aérea, na Engenharia Militar ele descreveu movimentos de pouso e decolagem baseando-se nos pássaros. Criou um pára-quedas e projetou um engenho voador mecânico que girava em torno do próprio eixo, chamado por ele de parafuso aéreo. Estes projetos de aviação antecederam a construção do helicóptero.

Baseado na Hidrostática, na Hidrodinâmica e nos princípios de Arquimedes Leonardo inventou a bomba hidráulica para elevar água. Este princípio de deslocamento de fluidos representa hoje o equipamento fundamental para todos os processos industriais. O que hoje conhecemos como transmissão automática (câmbio), foi idealizado por da Vinci para melhorar o deslocamento de carros de guerra movido por homens, o sistema de transmissão por diferencial também foi utilizado em seus carros de guerra. Estudou aerodinâmica de navios e barcos melhorando seus projetos e construções. Inventou o bote salva-vidas e o submarino.

Dissecou corpos humanos para estudar Anatomia e a Mecânica dos Corpos. Da Vinci esboçou retratos de embriões com suas formas e comportamentos durante a gestação. Até hoje estes princípios servem de rota para a Medicina. Medidas Humanas foram conhecidas com a exposição dos escritos que abordavam o Homem Vetruviano, figura largamente utilizada nas áreas de Ciências Físicas, Químicas e Biológicas. Com estes conhecimentos ele desenvolveu a Geometria, a Hidráulica e a Geometria dos Sólidos. Aprofundou-se em conhecimentos de Matemática, Arquitetura e Engenheria.

Um fato impressionante prova a genialidade de Leonardo da Vinci! No fim da vida ele confessou ter dissecado cerca de 30 corpos humanos comprados ou algumas vezes roubados. A surpresa porém é que todas as anotações destas dissecações eram indecifráveis por dois motivos: para preservar a autoria, visando méritos científicos e para proteger-se da Igreja pois este ato era considerado heresia, falta gravíssima naqueles tempos. Por isso ele escrevia suas anotações para serem lidas apenas diante de um espelho, uma maneira surpreendentemente inteligente de criar anagramas em suas escritas.

No dia 02 de maio de 1519 morreu o inventor e artista conhecido como Mestre Leonardo, autor da obra Mona Lisa del Giocondo (entre outras) e de invenções fantásticas capazes de medir a distância entre o Sol e a Terra e também o tamanho da Lua. Além disso, inventou a calculadora mecânica, a bicicleta e a primeira máquina a vapor com água aquecida pelo Sol através de lentes côncavas.
"A MORTE DO SER FÍSICO, TALVEZ TÃO INDECIFRÁVEL QUANTO SEUS CÓDIGOS E ANAGRAMAS, NÃO CONSEGUE APAGAR A GENIALIDADE E A VERSATILIDADE DE UM HOMEM QUE CONCENTROU-SE EM TANTAS ÁREAS BUSCANDO SUPERIORIDADE E EXCELÊNCIA EM TODAS AS SUAS OBRAS, O QUE FAZ DO SEU SUCESSO ALGO ETERNO!"

Leia também...

Best Web Fast - Franquia de Marketing Digital

Oportunidade de ter o seu Próprio Negócio Cadastre-se Aqui! ...