24/05/2011

Ponto de Ressuprimento de Estoque

Se os pedidos de reabastecimento não chegam instantaneamente, mas há um lapso entre o pedido sendo colocado e chegando no estoque, podemos calcular o momento de pedido do reabastecimento.
O ponto de ressuprimento é o ponto no qual o estoque vai cair para zero menos o lead time (tempo de atravessamento) do produto. Isso presume que tanto a demanda como o lead time são previsíveis. Mas na maioria dos casos é claro que não funciona assim. Tanto a demanda como o lead time de pedido são prováveis de variar. Nessas circunstâncias, é necessário fazer pedidos de reabastecimento antes do que seria o caso de em uma situação puramente determinística.
Quanto mais cedo o pedido de reabastecimento for colocado, mais alto será o estoque de segurança. A principal consideração no estabelecimento do estoque de segurança não é tanto o nível médio de estoque quando um pedido de reabastecimento chega, mas que o estoque não vai faltar antes de chegar o pedido de reabastecimento.Como define a Norma ISO 9001, os termos devem ser definidos em Manuais e Procedimentos da Qualidade:

Estoque – quando se está falando dos materiais armazenados pela empresa.

Material – quando se está falando sobre determinado item ou pequeno grupo (família) de item.

Demanda (D) – em alguns casos é utilizada a letra “C”. - é a quantidade consumida ou requisitada para uso em um determinado período.

Demanda Média Mensal (D) – é a quantidade média de material consumida em um determinado período.

Demanda Reprimida – é quando se está falando do não atendimento a solicitações de material. Na realidade está relacionada a falta de estoque ( materiais zerados em quantidades)

Tempo de Ressuprimento (TR) – é o espaço de tempo decorrido entre a data da emissão da requisição para compra e aquela em que o material é recebido pelo almoxarifado, podendo ser considerados: tempo de processo de compra e entrega pelo fornecedor.

Lote de Compra (LC) – é a quantidade de material solicitada em cada ressuprimento de estoque.

Ressuprimento – processo de suprir as quantidades faltantes, quer dizer, reabastecer o estoque com quantidades, comprar mais material.

Ponto de Ressuprimento (PR) ou Ponto de Encomenda (PE) ou Ponto de Pedido (PP) – corresponde ao nível de estoque que ao ser atingido indica a necessidade de ressuprimento.

Estoque Máximo (EM) – é a quantidade máxima de material a ser mantida em estoque.

Estoque Mínimo (Em) – é a quantidade mínima a ser estabelecida ao atendimento da organização.

Estoque de Segurança (ES) – é a quantidade de material destinada a evitar ruptura de estoque, ocasionada por dilatação de tempo de ressuprimento (atrasos na entrega ou qualidade) ou aumento de demanda em relação ao previsto.

Lista de Material ou Relatórios de Estoque – é a relação de todos os itens de materiais controlados pela empresa. Devido a expansão dos processos, as Listas de Material estão sendo classificadas por famílias de material ou por classificação ABC ou por tipo de equipamento aplicado, como forma de redução de custo na impressão das mesmas.

Lead Time – é o tempo de ressuprimento ou o número de frações de tempo entre a liberação do pedido até o recebimento de determinado item de material. O Lead Time pode ser encontrado com a terminologia Tempo de atendimento.

Inventário – é a contagem física a ser confrontada com os controles definidos pela empresa, podendo ser estes controles manuais ou informatizados.

17/05/2011

Fundamentos da Soldagem - Turma Soldador - Aula 1

Segundo a Associação Americana de Soldagem (American Welding Society – AWS), Soldagem é o “processo de união de materiais usado para obter coalescência (união) localizada de metais e não-metais, produzida por aquecimento até uma temperatura adequada, com ou sem utilização de pressão e/ou material de adição”. Diferentemente das uniões por parafusos e rebites, a soldagem permite a possibilidade de se obter uma união mais uniforme, em que os materiais tenham uma certa continuidade. A solda é uma união permanente e não deve ser utilizada em juntas que precisam ser desmontadas. É baseada na aplicação de energia térmica e/ou mecânica, o que tende a causar o aparecimento de distorções, tensões residuais, mudanças de microestrutura e alteração de propriedades. Estes efeitos e a formação de descontinuidades (poros, trincas) pode prejudicar o desempenho dos componentes soldados e causar a sua falha prematura. Para que exista a soldagem, uma das duas condições são imprescindíveis: o calor e/ou a pressão. O calor é necessário porque grande parte dos processos de soldagem envolve a fusão dos materiais, ou do material de adição, no local da solda. O aquecimento facilita a plasticidade do metal e favorece a união das partes.





Terminologia:
- Soldagem (welding) é a operação que visa à união;
- Solda (weld) é o resultado da operação;
- Metal Base (base metal): Material da peça que sofre o processo de soldagem.
- Metal de Adição (filler metal): Material adicionado, no estado líquido, durante a soldagem (ou brasagem).
- Poça de Fusão (weld pool): Região em fusão, a cada instante, durante uma soldagem;
- Penetração (penetration): Distância da superfície original do metal de base ao ponto em que termina a fusão, medida perpendicularmente à mesma;
- Junta (joint): Região entre duas ou peças que serão unidas.



Zona Termicamente Afetada (ZTA) ou Zona Afetada pelo Calor (ZAC):
- Zona do metal base onde não ocorre fusão, mas são produzidas alterações relevantes na microestrutura e nas propriedades do material;
- É conseqüência do excessivo calor e das taxas de aquecimento e resfriamento do metal;
- Depende muito do metal de base e também do tempo de permanência do calor no material.



As Dez Mais Lidas...

Leia também...

MAPA - ACIONAMENTOS ELÉTRICOS 51/2024

A partida estrela-triângulo é um método utilizado para iniciar a operação de motores elétricos trifásicos de indução. Essa técnica é comumen...