12/01/2010

Hubble divulga imagem de galáxia


Reformado, telescópio Hubble capta porções do espaço nunca vistas pelo homem 

por Denise Dalla Colletta

Depois da manutenção pela qual passou em maio de 2009, o Hubble, o telescópio mais antigo do espaço, ficou mais eficiente e conseguiu captar galáxias compactadas a cerca de 13 bilhões de anos-luz.

Isso significa que muitas delas foram captadas mais ou menos 600 milhões de anos depois do Big Bang (que é teoricamente a origem do Universo).

A nova lente do Hubble permite quase uma viagem no tempo, captando a luz de galáxias tão distantes da Terra que o que vemos é uma imagem com bilhões de anos de “delay”.

De maneira sucinta, no pequeno pedaço do Universo representado na imagem abaixo, os pontos de luz mais forte que estão mais a frente são galáxias mais próximas que emitiram sua luz a cerca de 1 bilhão de anos.

Já os pontos menores e avermelhados, mais distantes, lançaram sua luz a aproximadamente 13 bilhões de anos. Esta imagem foi feita pela NASA em parceria com a ESA _a Agência Espacial Européia e faz parte de uma espécie de censo das galáxias chamado GOODS (Great Observatories Origins Deep Survey), realizado por vários observatórios.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dúvidas? Sugestões? Fale com o Professor Carlão!

As Dez Mais Lidas...

Leia também...

Exercício resolvido: Volume da Célula Unitária do Chumbo

Se o raio atômico do chumbo vale 0,175 nm, calcule o volume de sua célula unitária em m³.  Resposta completa enviada por email ou WhatsApp! ...