Salário & Quantidade de Trabalho

O Salário e a Quantidade de Trabalho ajustaram-se para equilibrar a oferta e a demanda. Quando o mercado está nesse equilíbrio, cada empresa comprou a quantidade de mão-de-obra que julgou ser lucrativa ao salário de equilíbrio. Cada empresa seguiu a regra de maximização do lucro: contratou trabalhadores até o valor do produto marginal do trabalho uma vez que trouxe a oferta e a demanda ao equilíbrio.

Qualquer evento que altere a oferta ou a demanda de mão-de-obra deve alterar o salário de equilíbrio e o valor do produto marginal no mesmo montante porque eles devem sempre ser iguais [MANKIW, 2005]. Para compreendermos como isso funciona vamos exemplificar como alguns eventos podem deslocar as curvas de oferta e demanda de mão-de-obra:


  • A imigração de trabalhadores de uma região para outra faz com que a quantidade de mão-de obra ofertada exceda a quantidade demandada. À medida que a quantidade de trabalhadores aumenta, o produto marginal do trabalhador diminui, e com isso o valor do produto marginal também diminui. No novo equilíbrio, tanto o salário quanto o valor do produto marginal são menores, se ajustando a uma nova situação, diferente do cenário antes da chegada dos novos trabalhadores.



  • O aumento nas vendas de veículos automotores elevou a venda também de combustíveis e lubrificantes para motores. Com isso, a demanda por trabalhadores na função de frentistas. Esse aumento nas vendas não altera o produto marginal do trabalho, entretanto eleva o valor do produto marginal. Com o aumento nas vendas, a lucratividade dos proprietários de postos de combustíveis também aumenta. Para atender mais clientes, contratar mais trabalhadores agora passa a ser lucrativo. Quando a demanda por mão-de-obra aumenta, o salário de equilíbrio aumenta e o emprego de equilíbrio também aumenta. Mas um vez, o salário e o valor produto marginal do trabalho movem-se juntos.


O produto marginal do trabalho é o aumento da quantidade produzida decorrente da utilização de uma unidade adicional de mão-de-obra. E o valor do produto marginal é o produto marginal de um insumo multiplicado pelo preço do produto.  A renda da economia se distribui entre os mercados de fatores de produção. Os três fatores mais importantes são: o trabalho, a terra e o capital. A demanda por fatores como o trabalho, é uma demanda derivada que surge das empresas que utilizam fatores para produzir bens e serviços. Empresas competitivas maximizadoras de lucro empregam cada fator até o ponto em que o valor do produto marginal se iguale ao seu preço. O preço pago a cada fator ajusta-se para equilibrar a oferta e a demanda do fator. Como essa demanda reflete o valor do produto marginal do fator em questão, no equilíbrio, cada fator é remunerado de acordo com sua contribuição marginal à produção de bens e serviços.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dúvidas? Sugestões? Fale com o Professor Carlão!

Leia também...

"Mais um dia se passou e não usei isso pra nada". Será mesmo!?

A imagem abaixo vem circulando nas redes sociais com a [despretensiosa] conclusão de que vivemos sem a necessidade da fórmula que calcula o...

Cadastro

Cadastre-se para receber postagens atualizadas:

Digite seu Email

EnviarFeedBurner