Circuito Hidráulico Automotivo - Embreagem - Aula 1

Após a troca da embreagem ou uma eventual intervenção no câmbio ou substituição de qualquer componente do sistema de acionamento da embreagem, deve-se efetuar o procedimento de sangria do circuito hidráulico de embreagem, a fim de garantir um perfeito funcionamento do sistema de embreagem. PROCEDIMENTO • Checar o nível de fluido no reservatório de alimentação. Durante a sangria, deve-se cuidar para que o nível de fluido se mantenha acima da marca de nível máximo, de forma a garantir que o lado do compartimento reservado à embreagem tenha sempre fluido. Isso impede que o ar penetre no sistema pelo cilindro mestre, comprometendo a sangria. • Remover a tampa de proteção do parafuso de sangria, localizada no cilindro escravo (fixado à carcaça da caixa de câmbio). • Preencher o reservatório até o mais alto nível possível. O pedal deve estar na posição mais alta. • Conectar uma mangueira transparente ao parafuso, tendo um frasco vazio na outra extremidade da mangueira. Para a abertura e o fechamento do parafuso de sangria, utilize uma chave de boca de 10 mm. SANGRIA DO CILINDRO MESTRE (localizado junto ao pedal de embreagem) • Utilizando uma chave 10 mm, abrir o parafuso de sangria em 360 graus. Sem acionar o pedal, esperar até que o fluido comece a sair por si só, sem bolhas visíveis; então, fechar o parafuso de sangria. • Abrir o parafuso de sangria. Acionar o pedal até o curso máximo e fechar novamente o parafuso de sangria. • Retornar o pedal até a posição de repouso. • Repetir os dois últimos passos pelo menos seis vezes. SANGRIA DO INTERIOR DO CILINDRO ESCRAVO • Acionar o pedal até o curso máximo. Abrir o parafuso de sangria e esperar até que a haste do cilindro escravo retorne à sua posição inicial. Fechar o parafuso de sangria. • Retornar o pedal até a posição de repouso. • Repetir os dois últimos passos pelo menos sete vezes. • Fechar o parafuso de sangria, apertando com um torque de 2 a 3 Nm. • Pressionar totalmente o pedal e soltá-lo em seguida por 10 vezes, a fim de estabilizar todo o circuito. CHECANDO O RESULTADO • Pressionar o pedal até o fim do curso, verificando a sensação de esforço (três vezes). • Engatar todas as marchas com o motor em funcionamento (use o freio!). As trocas de marcha não devem apresentar nenhuma dificuldade. Atenção:• Ao acionar o pedal de embreagem durante a sangria, deve-se manter as mãos longe da região entre a leva externa e a haste do cilindro atuador. • Utilize apenas fluido de freio novo. O fluido de freio genuíno FIAT é o TUTELA TOP 4S. • O parafuso de sangria deve ser apertado com um torque de 2 a 3 Nm. Usar uma chave de boca de 10 mm. Utilizando apenas o torque necessário, não ocorrerá nenhuma deformação ou desgaste no parafuso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dúvidas? Sugestões? Fale com o Professor Carlão!

Leia também...

"Mais um dia se passou e não usei isso pra nada". Será mesmo!?

A imagem abaixo vem circulando nas redes sociais com a [despretensiosa] conclusão de que vivemos sem a necessidade da fórmula que calcula o...

Cadastro

Cadastre-se para receber postagens atualizadas:

Digite seu Email

EnviarFeedBurner