Desempenho Profissional

Já são três horas da manhã, estava concluindo um planejamento semanal das minhas aulas. Toda semana faço isso, aliás, todos os dias, já que esse é o horário que vou dormir, sempre em busca de novidades para apresentar nas aulas. Vou confessar! A semana que passou me deixou meio triste,pois algumas turmas parecem não valorizar a qualidade das aulas, quando perdem tempo com conversas paralelas, motivadas pela ansiedade de estarem próximos a concluir o curso. Acho isso um perigo, pois observo que o mercado de trabalho, só reserva vagas para os que estudam sempre e não somente enquanto estão frequentando um curso. Mas, por força do profissionalismo e do prazer de ser professor em cursos técnicos, preparei as melhores aulas. Ainda bem que fiz isso, pois já estava recolhendo meus papéis e entre eles estava o relatório de um estudante de Mecânica Industrial. Lembrei-me então que não havia feito a leitura deste. Fui observar as impressões que Noel Rodrigues, um aplicado rapaz, havia descrito. Bom observador, ele realmente aproveitou a Visita Técnica, pude notar isso. Mas, o que me chamou mesmo a atenção, foi que ele ressaltou o prazer de ter-me como seu professor, e observar que faço de tudo que é possível para que os estudantes conheçam e pratiquem o que lhes será cobrado pelo mercado de trabalho. Ainda bem que não descuidei de minhas obrigações como educador, caso contrário, estaria em dívida com Noel e outros tantos. Fico grato a Noel Rodrigues e aos que como ele reconhecem os esforços do meu desempenho profissional. Agora sim, posso ir dormir, com a consciência tranquila do dever cumprido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dúvidas? Sugestões? Fale com o Professor Carlão!

Leia também...

"Mais um dia se passou e não usei isso pra nada". Será mesmo!?

A imagem abaixo vem circulando nas redes sociais com a [despretensiosa] conclusão de que vivemos sem a necessidade da fórmula que calcula o...

Cadastro

Cadastre-se para receber postagens atualizadas:

Digite seu Email

EnviarFeedBurner